11 de janeiro de 2009

Meu querido sofá...

Enquanto ele foi jogar futebol e lá fora se faz sentir um friozinho neste belo dia de sol junto à capital (pelos vistos o único sítio onde não nevou nos últimos dias na Europa :S), eu enrosco-me no meu sofá, com os meus gatos como companhia e vejo, pela milésima vez, o "sexo e a cidade", essa série incompreendida pelos homens e amada pelas mulheres (quase uma biblia de sobrevivência neste caos que são as relações do século XXI).
Diz a Carrie no final: "É assim que são as relações, por vezes aparentam ser melhores vistas de fora" - quantas de nós não sentimos já isso? Embora não seja o meu caso actualmente, já o senti e muitas vezes a tendência é deixarmos os outros com essa visão distorcida da realidade, do que assumirmos que perdemos o controlo da relação ou que, na verdade, já não somos felizes. Felizmente, acredito que aprendo com os erros do passado e que consigo assim enfrentar o futuro com algumas "armas relacionais" que me permitem lutar pela minha felicidade.
Os meus companheiros de todas as horas:

5 comentários:

  1. Olá. Finalmente posso comentar, fazendo-me acompanhar da minha assinatua enquanto blogista. Gostava de dizer que o teu blog me tem feito alguma companhia e me inspirou a criar o meu próprio "cantinho". Espero que o visites.m

    ResponderEliminar
  2. Não acredito em relações plenamente felizes... Mas acredito que a felicidade nos é revelada aos poucos, e na maior parte das vezes, nos gestos aparentemente mais insignificantes: um olhar, um toque. Há apenas que aprender a dar e a receber essas pequeninas coisas de braços abertos, e depois tecer a história do "Era uma vez", com um final muito feliz :). Nunca vi "O Sexo e a Cidade", e não estou em nenhum relacionamento de momento, mas é assim que percepciono... Talvez idealizado, mas provavelmente funcional: eu sei que o special one anda por aí.
    Gosto dos gatitos... Mas prefiro o meu cão :).

    ResponderEliminar
  3. A-mei a foto do gatos, coisa mais lindaaaaa, os três! Era merecida esta homenagem com foto e tudo deles, afinal de contas, eles são importantes na sua vida na mesma proporção que tantas outras pessoas queridas, não é verdade? Amiga adorada, tenho saudades suas, mas ando trancada das 8h às 17:30 estudando, estudando, estudando. Um beijo enorme!

    ResponderEliminar
  4. Karemzinha!!! é verdade, a pedido de muitas famílias ficou aqui uma simples homenagem a esses grandes companheiros que nunca me deixam ficar sozinha!

    Tenho saudades tuas.
    Beijão

    ResponderEliminar

Aceitam-se elogios, críticas, gargalhadas, lágrimas, sorrisos e afins