19 de maio de 2009

Dizem por aí...

Dizem que sou boa conselheira. Boa ouvinte. Calma, atenta e sensata. Dizem que tirei o curso certo, porque sou uma verdadeira psicóloga quer no meu dia-a-dia no trabalho, quer quando alguém precisa de desabafar sobre si, sobre o/a namorado/a, o marido, ou a falta dele, sobre relacionamentos acabados, sobre problemas financeiros, sobre dúvidas existenciais. Dizem que tenho paciência e digo as coisas certas. Que transmito uma boa energia e esperança. Dizem tanta coisa...O que é certo é que gosto de o fazer. Gosto que as pessoas que me conhecem (ou nem tanto), que me rodeiam, saibam que podem contar comigo a qualquer hora do dia ou da noite. Gosto de sentir que estou a ajudar, que posso ter algum impacto ou mesmo fazer a diferença. Não é por ser psicóloga...sempre o disse. Todos nós podemos ter alguma psicologia que nos ajuda a lidar com os outros, com as situações, o que nos torna bons conselheiros. Mas não precisamos de ter um curso para isso. Não foi na faculdade que aprendi a ouvir pessoas. A ler no reflexo dos seus olhos, ou nos seus gestos, a perceber não só as suas palavras, mas o tom com que são proferidas. Acredito mesmo que é algo que faz parte de mim. E eu gosto disso, embora tenha alguma dificuldade em desligar-me dos problemas dos outros e por vezes os viva intensamente. É algo que espero nunca perder, porque às vezes penso que com tantas bofetadas, desilusões, palmadas, murros e cambalhotas que a vida nos faz dar, nunca sabemos como seremos amanhã. E nisto, eu espero nunca mudar...

28 comentários:

  1. E custumam perguntar-te se estás bem, se queres desabafar?? Eu preciso quase de estar no fundo do poço para notarem que não andam bem.. às vezes as pessoas pensam que por sermos boas ouvintes, conselheiras, assertivas pensam também que não temos problemas.. Se há algo que me custa é ver que as pessoas que ouvimos estão demasiado preocupadas com o seu umbigo e falham quando mais precisamos.. É só a mim ou também te acontece??
    Mas, independentemente de estar mal ou triste com certas atitudes ou com a vida não consigo dizer que não..
    Besitos*

    ResponderEliminar
  2. Poupinhas, na versão inicial deste post, abordei também essa questão. A verdade é que perante as pessoas com quem mais poderia desabafar, acabo pr ñão o fazer, por estar mais preocupada em ouvi-los. No meu caso acho que a culpa é minha, porque abafo os sinais...mas percebo perfeitamente o que dizes...

    ResponderEliminar
  3. Bê, eu também não consigo desligar-me dos problemas dos outros... Vivo tudo intensamente e, se a pessoa for-me muito querida, ainda mais! E sofro!

    Um bom dia para ti, Querida!

    Essa tua maneira de ser, é maravilhosa e nota aqui no blog...

    Estás sempre lá, não tenho menor dúvida!

    Beijinho*

    ResponderEliminar
  4. No meu caso tenho mm que me desligar dos problemas dos outros, senão dou em doido! É que tu n imaginas a demência das pessoas...ou se calhar imaginas! Mas neste meio existem situações mesmo doentias, pessoas da mesma família umas contra as outras, divórcios litigiosos em que n têm consideração nenhuma pelas crianças, etc...

    Mas ainda bem que fazes o que gostas e o que tens jeito...é bom sinal! :)

    ResponderEliminar
  5. E o mais engraçado é que parece que consegues transmitir isso no que escreves.
    Bjs
    Margarida

    ResponderEliminar
  6. Ainda bem que és assim e que as pessoas que te são próximas podem contar contigo! =) só tens de te orgulhar disso!
    Beijinhos*

    ResponderEliminar
  7. Consigo compreender o que escreves, também me dizem com frequência que transmito tranquilidade. O melhor de tudo, quando se ajuda alguém, é sentir, nas suas palavras, gestos ou olhar, que realmente se ajudou, ainda que só ouvindo ou dando algum alento.
    A questão da Poupinhas também é pertinente, mas quando oiço os problemas dos outros, esqueço-me dos meus...o que não significa que tenham desaparecido...enfim...

    Beijinho grande :)

    ResponderEliminar
  8. EU também sou um pouco assim ... todos me ligam mesmo sabendo que eu pouco possa ajudar ... mas eu sou tipo almofada ...ajuda sempre e eu gosto de me sentir assim ... o unico strex e que eu vivio intensamente não so a minha vida mas tambem os problemas dos outros ... e as x ha coisas que n m deixam dormir...mas ... como disse a poupinhas n consigo dizer que nao ...

    ResponderEliminar
  9. É maravilhoso seres assim, querida Bê! =]

    Beijinho grande *

    ResponderEliminar
  10. querida Bê, tenho a certeza que deves ser uma pessoa maravilhosa. continua a ser fiel a ti propria. sempre :)

    ResponderEliminar
  11. Pois... Também de mim dizem o mesmo, principalmente no que toca a uma qualquer capacidade de sair de mim e entender o outro. Afinal, que somos nós sem eles? Na pintura é onde se estabelece o mais verdadeiro diálogo de todos... Do eu que já é parte do colectivo. A minha experiência torna-se na dos outros, e vice-versa. E essa "comunhão" traz o equilíbrio procurado e desejado :)

    ;)

    ResponderEliminar
  12. precisamos tanto de pessoas assim! E agora que as pessoas mal escutam as outras e só querem falar elas dos seus problemas! :P

    ResponderEliminar
  13. E é bom ter amigos assim... Já tive uma amiga dessas, que embora não fosse psicóloga, sabia ouvir e principalmente aconselhar, até que casou e mudou!

    Parece que a preocupação dela com os outros era mais uma necessidade de viver o que ela não tinha. Quando encontrou, desinteressou-se! É, a vida tem destas coisas.

    Por isso, não mudes nunca! :P

    Beijoquinha.

    ResponderEliminar
  14. Acima de tudo porque és muito sensata e ponderada nas decisões e transmites paz, calma e serenidade quando tudo parece em revolução... e já eras assim antes de estudar psicologia, se calhar foi esse carácter altruísta que te fez enveredar por esse caminho...

    Beijinhos grandes

    ResponderEliminar
  15. Também tenho uma amiga assim, curiosamente ou não, também ela é psicóloga! ;)

    ResponderEliminar
  16. e é bom que assim sejas...

    ninguem aprende a ser psicologo (pelo menos clinico) no curso, é como ser artista!! há um dom que tem que ser trabalhado...

    um beijinho da "quase" colega:)

    ResponderEliminar
  17. Ora, ainda bem que o dizes...
    e mantens sigilo profissional? Precisava mesmo deasabafar ai sobres umas "babes" e não tenho com quem!
    Um destes dias ainta te envio o mail, mas promete que não ficas chocada, ok?

    Bjoooooooooooos

    ResponderEliminar
  18. Percebo-te bem e sou muitas vezes um bocado como tu....
    As nossas aptidões e competências estão dentro de nós não se ganham na faculdade nem na escola, apenas limamos arestras e as aperfeiçoamos mais.
    Mas o que somos e sentimos e querermos fazer está em nós, na nossa cabeça e no nosso coraçãpo.
    beijinhos grandes

    ResponderEliminar
  19. Há cada vez menos pessoas com disponibilidade para ouvir e entregar-se aos outros. Se assim és, e acredito que sejas, só te peço que nunca o deixes de ser ;)

    Beijooo

    ResponderEliminar
  20. também prefiro ouvir.
    e já me agradeceram por isso, por estar lá para ouvir. sabe bem.
    tal como adoro desde sempre oferecer presentes e fazer surpresas a quem gosto.
    beijinhos

    ResponderEliminar
  21. Eu pagava para ser como tu Bêzinha, assim calma e paciente...
    Eu não tenho paciência nenhuma para merdices :(

    ResponderEliminar
  22. Desculpem a minha ausência e o facto de não ter comentado os vossos comentários como gosto de fazer! Li tudo e, assim por alto, resta-me dizer que é bom saber que há bons conselheiros por aí (nunca se sabe quando posso precisar ;))e sim, Wlater Fane, estás à vontade para enviar um e-mail. Claro que me obrigo ao sigilo profissional :D
    Kitty - como sempre, adoro a tua sinceridade. A todos, obrigada pelas visitas ;)

    ResponderEliminar
  23. Bê, você deu uma declaração do PORQUE estamos aquí. Do PORQUE e PARA QUE vivemos. Nem dou parabéns pela feliz postagem. VOCÊ MERECE UMA SALVA DE PALMAS. CLAP, CLAP, CLAP, CLAP....
    Beijos carinhosos. Manoel - Brasil.

    ResponderEliminar
  24. É muito bom sabermos que no nosso circulo de amigos podemos contar com um em especial, um que nos ouve, isso é fundamental!!

    ResponderEliminar
  25. Dizem....O que dizes tu? Todas as frases que incluíam um dizem que faz-me ficar surda. Sempre liguei estas duas palavras à má lingua e como nunca fui disso. Estas duas palavras podem encerrar verdades e mentiras, a mim só me interessa a verdade. Os outros têm muitas vezes opiniões erradas de nós e por isso o que eles dizem pode não ter fundamento. Gostas de ser Psicóloga e isso já indica uma boa ouvinte. Quanto ao conselheira...É difícil dar conselhos porque o que funciona numa pessoa pode não funcionar em outra. Mas, quanto a mim, ser boa ouvinte é uma qualidade muito importante, nos dias de hoje, corremos tanto, ocupamo-nos tanto com a inutilidade que por vezes nem a nós damos ouvidos. Bjs.

    ResponderEliminar
  26. Também sou um pouco assim!!

    E JÁ TE DISSE QUE GOSTO MESMO DE TI SEM SE QUE TE CONHECER??

    pois é Bê, para mim transmites gentileza e bondade
    , até a tua foto!!

    Sou daquelas, que acha que devemos dizer ás pessoas pela qual nutrimos qualquer tipo de "sentimentos", o que sentimentos algumas vezes!!!!

    ResponderEliminar
  27. Mimi Rose - fiquei com um grande sorriso com o teu comentário. A verdade é que desde que comecei a visitar o teu blog, senti logo uma grande empatia por ti :) - e concordo que devemos partilhar essas coisas!

    ResponderEliminar
  28. Parabéns por seres assim :)
    Jinhussssss

    ResponderEliminar

Aceitam-se elogios, críticas, gargalhadas, lágrimas, sorrisos e afins