20 de maio de 2009

Não sei...

Não sei durante quanto tempo mais irei conseguir manter o sorriso, a boa disposição e a resposta espirituosa, sempre que me fazem a mesma típica, generalizada e mais do que repetida pergunta. É que não sei mesmo...

37 comentários:

  1. Acho que sei do que estás a falar. Não penses nisso .)

    XinXin

    ResponderEliminar
  2. Aconselho que te preparares para esse momento de ruptura... para que não sejas apanhada desprevenida (como eu) e que não te desfaças em lágrimas...

    Ninguém consegue ser forte o tempo todo... somos humanos, temos MUITOS limites.

    Kiss*

    ResponderEliminar
  3. é suposto perguntar-mos que pergunta é essa?

    ResponderEliminar
  4. Sabes que ficamos todos curiosos sobre o teor da pergunta! :))))

    Mas vinha cá pedir-te para me explicares que técnica de relaxamento é essa que falaste. Eu começo a desesperar e por isso estou disposta a tentar tudo desde que seja natural.

    ResponderEliminar
  5. Psiu, ninguém é suficientemente importante para tirar-te atributos....ora essa!?!?!?!

    ResponderEliminar
  6. Não estou curiosa... Mas sinto tristeza na tua frase... Espero que passe; mas ambas sabemos que a tristeza faz parte da vida ( certo?). Interessa que se dê a volta... Beijinho

    ResponderEliminar
  7. Minha querida Bê,

    Seja o que for, concordo com a Gingerbread Girl... todos temos os nossos limites. Aceita que às vezes somos frágeis.

    Um beijinho e força.

    *

    ResponderEliminar
  8. É aquela pergunta que vem a seguir ao casamento? Deixa-os falar, querida! Deita para trás das costas e cabeça erguida!;)

    Beijinho*

    ResponderEliminar
  9. Gingerbread Girl - é isso que estou a tentar evitar, mas sim, tens razão, todos somos humanos...

    Ricardo - não vou escrever mais sobre o que escrevi...

    Sofizita - uma dia, mais tarde quem sabe se partilharei. Em relação ao resto, envia-me um e-mail e terei todo o gosto em ajudar-te-

    Only Words - vês, fizeste-me sorrir!

    CF - espero dar a volta sim e poder partilhar isso por aqui.

    Miss Glitering - obrigada pelas tuas palavras :)

    Rapariga do batom Vermelho - é isso que faço, sempre de cabeça erguida e bem disposta...pelo menos por enquanto. Isto hoje foi um desabafo...

    ResponderEliminar
  10. O melhor é deixá-los perguntar e não ligar!... Tu e só tu tens a ver com a tua vida, mais ninguém!

    ResponderEliminar
  11. respondes...."o que? nao intendo poltugues";)

    ResponderEliminar
  12. Força aí Bê, é só uma fase menos boa, que logo logo vai passar :)

    ResponderEliminar
  13. Querida Bêzinha, quem nos faz perguntas inconvenientes, leva respostas desagradaveis, boa?! ;)

    Deixa-te lá de merdas e responde o que te vai na alma mulher, estás em posição de responder o que quiseres.

    Sabes que quando estamos na merda, ou quando precisamos de alguma coisa que não estamos a conseguir alcançar, temos sempre um monte de abutres que fazem questão de nos lembrar que a meta ainda vem longe.

    Resumindo, caga nisso e mete ao peito!

    Se a questão estiver relacionada com bebés, pois fica a saber que qualquer dia estás ai cheia de gaiatos mulher, nesse dia ainda te vou ver aqui no blog a pedir socorro! Se um filho for uma coisa que queres muito, só te dou um conselho, esquece que queres engravidar e relaxa, quando menos esperares tcharaaammmm chorão a caminho ;) ahahahah

    A tua Kitty é sempre muito positiva, já sabes que quando n trato dos assuntos com ácido tarto com beijinhos :D ehehehehe

    ResponderEliminar
  14. Os teus limites vão mais longe do que pensas, acredita...!

    Desejo-te força, muita...

    Beijinho especial*

    ResponderEliminar
  15. Vai passar querida Bê! Tudo passa!
    Beijinhos e muita força!

    ResponderEliminar
  16. Não sei a que te referes mas, seja lá o que for, e ao contrário do que pensamos quando estamos em baixo, quando algo nos corre mal, "Deus escreve certo por linhas tortas". Percebes? Se não temos algo é porque estamos melhor sem ele. Mas como somos teimosos e egoístas deixamos de ver para lá da linha. Aprendi a ver o lado positivo das coisas, dava-me força para continuar, embora demora-se encontrava e encontro o lado bom de tudo. Tenta encontrar esse lado do teu problema. Sorte. BJS

    ResponderEliminar
  17. Quando é que tens filho???
    LOL
    Acertei?

    ResponderEliminar
  18. E ninguém tem nada a ver com isso... e não és obrigada a responder...não se deve perguntar a quem não tem namorado quando é que arranja, tal como não se deve perguntar a quem o tem quando é que casa; tal como não se deve perguntar a quem casou quando é que tem filhos, porque as pessoas são livres de fazer o que entenderem e têm os seus limites (impostos ou não) que fazem parte da RESERVA DA INTIMIDADE PRIVADA e que muita gente não sabe o que quer dizer...

    Isso faz parte de estigmas sociais que as pessoas teimam em nos estabelecer... e que nos cabe "driblar"...

    Mete no ignore...não deixes que isso abale a tua maravilhosa e grande estrutura!


    Beijinhos grandes

    ResponderEliminar
  19. Agora vamos trocar.
    Tu falas eu escuto. pode ser? Acho que ajuda.
    Muita força que este gajo semi doido te envia.

    Bjoooooooooooooooooos

    ResponderEliminar
  20. embora demorasse e não demora-se. Bê como responde um surdo a uma pergunta? Essa é sempre a melhor resposta: ignorar a pergunta. Lembra-te que não tens que dar satisfações a ninguém, como tal....Bj

    ResponderEliminar
  21. sei que não deve ser fácil ignorar, mas não será mais fácil responder.
    Tenta o equilíbrio, se é que é possível.

    Beijoca!

    ResponderEliminar
  22. Pois são sempre perguntas indesejáveis quando nem nós mesmos nem sabemos bem responder.
    O melhor é ignorar linda porque muitas vezes quem pergunta nem o pensa direito.
    como ja escrevi noutro sitio cada pessoa tem direito de defenir a sua vida e as suas vontades de acordo com as suas possibilidades.....
    Não ligues linda bj

    ResponderEliminar
  23. Bê, o que estiver acima de seus limites, ponha nas mãos do Papai do Céu que êle resolve. Estou torcendo por você e amanhã (hoje!!! fuso horário...) gostaria muito de ver (e saber que é um sentimento seu) aquela foto mais antiga com aquele agradável sorriso. Nada como um dia após o outro. Beijinhos carinhosos. Manoel - Brasil.

    ResponderEliminar
  24. Tens que domesticar o cérebro para a posição automática: "quando deixarem de me fazer essa pergunta".

    Com o tempo vais ganhando calo e já nem ligas porque perguntas impertinentes são para toda a vida, infelizmente.

    Bjinhos

    ResponderEliminar
  25. BÊ, acredito que existem perguntas inconvenientes e pelo que pareçe a que te andam a fazer pareçe ser uma delas.. Só tu sabes o que se passa, só tua sabes o que tu sentes.. é aquela tal questão de meterem bedelho onde não são chamadas não é??
    Mas não fiques triste minha linda.. todos os dias fazem-nos perguntas inconvenientes.. tens que fazer como os gatinhos "Blá Blá Blá Wiskas Saquetas.." :)Besitos*

    ResponderEliminar
  26. não tens que ser sempre simpática e afável, quando as pessoas já estão a ser chatas e inconvenientes... tens direito ao teu espaço!


    :-)

    ResponderEliminar
  27. quando me sinto assim, sou como tu, forte e cheia de sorrisos
    mas em casa "desforro-me" e deixo sair umas lágrimas.
    faz muito bem.
    geralmente também faço terapia musical. ponho música super alegre e danço comigo!!hehe
    força

    ResponderEliminar
  28. Sim, pq uma advogada aqui do escritório passou pelo mesmo, inclusive aqui, e dps "isso" surgiu naturalmente...é só deixar fluir :)

    ResponderEliminar
  29. E depois é maravilhoso ler as vossas palavras e sentir a força que as mesmas me transmitem ;)

    ResponderEliminar
  30. Bê, tu sabes que és forte e que essas perguntas não vão abalar a tua disposição! Ignorar Ignorar!!!! E caraças não somos muito mais nós??? Anda não gosto de te ouvir assim!

    ResponderEliminar
  31. ah saltinhos, sabes que de vez em quando precisamos destes desabafos "silenciosos" - rápido rápido me fazem sorrir por aqui - não sou de me afogar nas tristezas ;O)

    ResponderEliminar
  32. Hummm
    Seja o que for... toca a levantar esse astral e mostrar os dentinhos com um lindo sorriso :)
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  33. Só enquanto te sentires bem com isso, Bê... Beijinho

    ResponderEliminar
  34. Apesar de não comentar habitualmente, passo por aqui todos os dias e tinha pensado em deixar-te as seguintes palavras: "B, admiro a forma como consegues escrever e descrever o que te vai na alma, como mostras a pessoa bonita e sensível que és, de tal forma que arranjaste uma legião de fans que te lê e comenta diariamente; parabéns ao P. pela mulher que o adora, parabéns aos dois pela relação que parecem ter!" Nas poucas palavras que deixaste neste post, revelas novamente a tua sensibilidade, e sem dúvida o sofrimento que sentes com a situação que abordas (acredita que presumo apenas do que se trata, não me chegaram informações por outras vias)e sei que, por muito que te custe, vais conseguir ultrapassar. Melhor do que eu saberás que se pode amar tanto um ser do nosso sangue como um outro que não o seja, e há tantos que precisam dessa ajuda!! já pensaste nisso? Se vocês os dois começam a pensar "nesse futuro", porque não começar já a tratar disso e anteciparem-se às perguntas inconvenientes? Peço desculpa se estou a ser demasiado intrusivo, mas os blogs são exposição pública e parece-me que o vosso Amor não merece abalos desses.Beijos e abraços, são um casal que gostei ter conhecido.Boa Sorte!

    ResponderEliminar
  35. Carlos...fiquei sem palavras. Obrigada pela força e pelas visitas. :)

    ResponderEliminar

Aceitam-se elogios, críticas, gargalhadas, lágrimas, sorrisos e afins