27 de junho de 2009

14

Hoje a M. faz anos. 14 anos. Passaram 14 anos desde que a vi pela primeira vez, desde que assisti ao seu primeiro sopro, ao seu primeiro choro, ao seu primeiro segundo de vida. Passaram 14 anos desde que eu, ainda uma adolescente, fui a primeira a pegar nela ao colo, a dar-lhe um beijo nas faces. Passaram 14 anos desde que eu, com todas as minhas forças e sentidos abri o meu coração, para a abraçar dentro dele e nunca mais a largar. Passaram 14 anos desde que eu, emocionada com o momento e com o significado do mesmo na minha vida, escrevi:
Foi numa tarde de Verão,
enquanto a chuva caia,
que eu te vi nascer
e com amor te sorria.
Amei-te assim que te vi
e o teu choro ouvi,
o teu choro de liberdade,
ou talvez de saudade,
do ventre que te criou,
da mão que te abraçou,
da mãe que logo te amou.*
A M. é a minha irmã mais nova e uma das pessoas mais importantes da minha vida. Pouco depois de nascer, a minha mãe entrou em coma e fui eu e o meu padrasto quem a trouxemos para casa e, logo ali, estabeleceu-se entre nós as duas uma relação que vai além da relação de irmãs. Sou a sua "mãena" (junção de mãe com mana). Por isso escrevi esse poema, singelo, mas escrito com o coração, nesse dia, agora tão distante, mas tão doloroso. Doloroso por ter vivido um misto de alegria e de tristeza, de felicidade e de incerteza, de medo e de terror...Face à sensibilidade extrema do meu padrasto, fui eu quem assistiu ao parto e ainda hoje me emociono quando me lembro de tudo o que vi e senti. Porque, não só a vi nascer e tive o privilégio de assistir a todos os seus primeiros momentos, como vi a luta da minha mãe pela sua própria vida. Com apenas 16 anos...Por isso, hoje faz 14 anos que a minha vida deu uma volta tremenda, faz 14 anos que ganhei uma irmã linda e maravilhosa, uma amiga para a vida, mas faz 14 anos que quase perdi a minha mãe. E cresci nesse dia, nos dias em que se seguiram, nos anos posteriores. Hoje sou a sua consciência, a sua amiga, a sua conselheira, o seu porto de abrigo. Hoje e sempre.

Para ti minha querida M., meu doce, meu tudo, muitos parabéns e que se siga uma vida longa e plena de felicidade, de sorrisos e de tudo o que desejas.
* - Tinha 16 anos quando o escrevi, mas, de qualquer forma, hoje permito-me ser completamente lamechas...

39 comentários:

  1. Cá estão as lagrimitas a cair pela cara da Kitty :)
    Parabéns à mana, a ti, e à mãe. E um obrigada a Deus por vos manter a todas bem juntinhas.
    Beijinho no coração da Bê :)
    Kitty

    ResponderEliminar
  2. Raios, que me arrancaste umas lágrimas. O amor de irmãos é interminável...

    ResponderEliminar
  3. Foi uma vinda a este mundo marcada por muitos sentimentos.

    Um dia muito feliz para a mana
    Parabéns! :)

    beijinhoss

    ResponderEliminar
  4. que turbilhão de sentimentos...
    um dia para sempre marcado. felicidades as tres :)

    beijinho querida Bê

    ResponderEliminar
  5. Não é lamechas, Bê... E antes da lágrima, este teu post arrancou-me um sorriso, pois também eu sou chamada de "mãe", embora não conhecedora da maternidade.
    A Débora, minha sobrinha, nasceu tinha eu 17 anos. O nome e o primeiro colo foram meus. Por vicissitudes da vida, a minha irmã abandonou-a nos meus braços, e criei a bebé como se fosse minha. Quando a minha mãe não podia ficar com ela, levava-a comigo para Lisboa; chegava a ter de a levar para as aulas - nisso sempre tive professores muito compreensivos, e que lhe achavam imensa piada. "Trocávamos" de coração sempre que eu tinha de partir e deixá-la com a minha mãe - que é uma super mãe em todos os sentidos. Hoje a situação está normalizada - inclusive o relacionamento com a minha irmã - mas a Débora é tudo para mim: não sobrinha mas filha. E eu continuo a ser a "mãe". Hoje com 15 anos, e maior do que eu :D, é com muito orgulho que olho para ela e para trás e vejo que tudo o que eu passei valeu e vale a pena.

    À M., os meus votos de um dia muito feliz!

    ;)

    ResponderEliminar
  6. Muito bonito *.*
    Parabéns à mana então :)
    Nunca tive o prazer de sentir esse Amor, visto que sou filha única. Infelizmente.
    Mas é bonito de se ver!

    Beijinho

    ResponderEliminar
  7. Bê, meteste a lagrimita no meu olho azul... Muitos Parabéns à M. e a ti, pelo que vos une. E à tua Mãe, por vocês as duas.

    ResponderEliminar
  8. Pela primeira vez vi cá ter ao teu cantinho e já me emocionaste com a história linda que nos contas... Isto promete! Beijinhos

    ResponderEliminar
  9. Muitos parabéns à M.!

    E muitos parabéns a ti, "mãena", por teres esse amor imenso pela tua maninha, esse sentimento que transborda em todas as palavras! E parabéns por teres sido a menina-mulher que aguentou esse turbilhão de sentimentos antagónicos com apenas 16 anos!

    Um feliz dia!*

    ResponderEliminar
  10. Parabéns à M. pelo seu dia de anos!
    Parabéns a ti por seres a Maena da M, e a nossa Bê!!!

    És especial por todos esses sentimentos que demonstras em cada uma das tuas acções.

    Também eu fui uma Maena (não te querendo roubar a designação) mas com a Mae presente mas ao mesmo tempo ausente.

    A minha Mae não faz por mal mas é a forma de ser dela.

    Adoro a minha Mana mas tb a minha Mãe aprendi a gostar dela como é.

    Bjs para todas!

    ResponderEliminar
  11. Que palavras tão doces e repletas de encanto.
    Viveram todas uma situação que as marcou e que as irá manter ligadas para sempre.
    São essas situações que fazem de nós pessoas doces ou amargas, conforme conseguimos dar a volta à imensidão de turbilhões que sentimos. E tu provaste ser uma pessoa capaz de encaixar o que se passou e com isso tornar-te numa pessoa doce.
    Parabéns à mana que hoje faz anos, Parabéns à mãe que superou as adversidades e Parabéns à "BÊ", que nos encanta com tanta ternura todos os dias.

    Um dia repleto de felicidade, hoje e sempre

    Beijocas, Rotax

    ResponderEliminar
  12. Muito bonito este post!
    Parabens as 3 : mae, Be e M.
    Beijinhos.

    ResponderEliminar
  13. Parabéns à M. e a ti, por teres conseguido enfrentar todo esse turbilhão de emoções.
    Adoro a tua personalidade e considero que és uma pessoa muito sensata. A M. tem sorte em ter uma "mãena" como tu*

    ResponderEliminar
  14. Parabéns à mana!
    Também tenho um irmão mais novo e é tudo pra mim!:)

    BJS*

    ResponderEliminar
  15. O tempo passa realmente mt rapido e nem damos conta! :)
    por isso é que há que aproveitar!

    ResponderEliminar
  16. Parabéns :)
    Está lindo.
    O sentimento de irmãos é maravilhoso, quem me dera ter um/uma :)
    Jinhus

    ResponderEliminar
  17. Mais um texto lindo, recheado de sentimento..muitos parabéns à M. e a ti, por esse amor tão bonito! Beijinho para ambas*

    ResponderEliminar
  18. Bê, maravilhoso este post. Que coração lindo esse que ditou tudo isso para você. Merece um especial beijo fraterno. Manoel Eduardo - Brasil.

    ResponderEliminar
  19. ahhh q post bonito :)
    agora já está tudo bem, é isso que importa.
    também quero um post desses qd fizer anos tá? :D
    e axo que vou seguir o teu conselho e criar um blog também, pode ser que alguem leia as minhas lamexisses de teen xD
    Bjo

    C.

    ResponderEliminar
  20. Que lindo esse amor que sentes pela tua mana =) Muitos Parabéns às 2!

    ResponderEliminar
  21. ja tenho blog :) faz publicidade ta? :P

    ResponderEliminar
  22. Tão bonito este Amor!:')

    Nunca vou viver o Amor entre irmãos (sou filha única e a fábrica dos bebés fechou) mas sinto-o tão forte nos outros...

    :) *

    ResponderEliminar
  23. És muito linda Bêzinha. Muito mesmo. Amei este texto e emocionei-me. Também eu tenho um amor assim, incondicional e cheio de côr, pela minha mana linda, que amo mais que tudo na vida.

    Hoje foi especial (mais que o habitual) passar por aqui.

    Um beijinho muito grande para ti e para a M.

    *

    ResponderEliminar
  24. Parabéns à maninha da Bê. Para nós são sempre pequenos, não é??
    Uma experiência gira: ler o post e ouvir a playlist que tens, até me arrepiei. Normalmente tenho o som off, hoje estava on :)
    Ele há coincidências felizes.
    Um grande Beijinho*

    ResponderEliminar
  25. Muitos parabéns (atrasados) para a tua maninha M.! :)

    Pelo que te conheço (aqui do blog somente) ela tem mta sorte em ter uma mana ocmo tu :)

    ResponderEliminar
  26. Parabens á mana..:)
    É tão bom termos manos assim.
    beijinho.

    ResponderEliminar
  27. parabéns ah mana =) e a ti olha a ti tens que ter paciência 14 e a idade parvoeira =X ahaha

    ResponderEliminar
  28. Obrogada a todos pelas palavras, pela partilha, pelo carinho :)
    Não tive oportunidade de responder a cada um de vós, como gosto de o fazer, mas li todos os comentários, que me arrancaram largos sorrisos.

    ResponderEliminar
  29. Parabéns à M.!

    Que seja tremendamente feliz! =)

    A M. e tu, querida Bê*

    ResponderEliminar
  30. Deixaste-me de lágrimas nos olhos!

    Beijinhos para a tua mana e para ti também!

    ResponderEliminar
  31. É uma bonita história, que me faz lembrar um pouco a "minha".
    Porque também a minha mãe teve problemas depois de eu nascer e quase que nos deixava. Também ela teve que lutar pela sua vida, enquanto que eu já dormia descansadinha no meu berço...
    São histórias de vida, de amor, de esperança, de luta...de vitória!

    ResponderEliminar
  32. Tão lindo e tão comovente. Desculpa Bê, por invadir assim o teu cantinho. Mas vim espreitar, porque comecei a ouvir falar de ti, há pouco tempo. Hoje chego aqui, e leio estas palavras lindas, e esse amor imenso que sentes pela tua irmã. Fiquei comovida mesmo. Sou mãe, sou avó, se calhar sou mais piegas. Só te quero dar um beijinho e dizer-te que de momento vou estar um pouco afastada por questões profissionais, mas que passarei a vir até aqui.

    ResponderEliminar
  33. Ohhh
    coisa linda. Vocês têm uma diferença espantosa de idades. Eu sou a mais nova de cinco, e mesmo assim a minha mana mais velha tinha 12 anos quando eu nasci.
    Parabéns à tua mana!

    ResponderEliminar
  34. Minha querida,tocaste-me até às lágrimas, fquei emocionada com a forma como consegues exprimir todo o amor que sentes pela mana.M.

    ResponderEliminar
  35. Parabéns pela tua mana e pelo modo como conseguiste dar a volta por cima com apenas 16 anos. É sem dúvida uma grande lição de vida!
    Eu tenho um irmão que me chama "manamãe", principalpente quando traz "àgua no bico" LOL
    Temos apenas 3 anos de diferença, mas quando precisa de alguma coisa chega a ligar para a mãe para ela me pedir a mim LOL
    De tudo o que os meus pais me possam vir a deixar... a herança mais preciosa já ma deram no dia 6 de Abril de 1984! Eu amo aquele "gajo" do fundo do meu coração...
    Os tios morrem, os primos afastam-se, os colegas mudam-se, os namoros (até encontrar o "certo" dá-se tanta cabeçada!)... mas mesmo que ele vá morar para a Conchichina eu sei que nos temos um ao outro, para o que der e vier!!!

    ResponderEliminar
  36. Oh que bonito, querida :) a M. deve ter adorado!

    ResponderEliminar
  37. ... porque és irmã.

    E não existe mais nenhuma relação no mundo assim.

    Vocês são e serão sempre uma e só uma.

    E sim. Deixaste-me a chorar.

    Bisouxxx

    ResponderEliminar

Aceitam-se elogios, críticas, gargalhadas, lágrimas, sorrisos e afins