26 de junho de 2009

Play...boy?

Nunca pensei em fazer nenhum post com a playboy. A sério que não. Nada contra a revista, pelo contrário. Até já perguntei ao P. se queria que lhe comprasse uma, quando me vou abastecer para umas belas horas de sol e prainha (sim, porque nestes momentos, gosto de uma bela fofoca, como já confessei anteriormente) e não tenho nada contra a que os homens de dediquem a este tipo de literatura ligeira. Eu própria já tive a n.º 1 nas mãos (um amigo anda com um exemplar na bagageira do carro, que me exibiu orgulhosamente e eu vi, sem falso pudor). Mas, não sendo eu uma expert (sou gaja, '), parece-me que esta última é uma produção um tanto ou quanto fraquinha, não? E não é por não se terem dado ao trabalho de disfarçar a barriguinha, que, não sendo grande, é normalmente disfarçada (ou seja, alisada, esticada - eufemísticamente escrevendo - ao máximo) em produções destas - eu cá sou totalmente a favor de mulheres reais, de carne e osso e sem acessórios cilicónicos e botoxizados (exagerados, vá). Mas, mais me parece uma campanha de sensibilização para o cancro da mama, numa foto para lá de batida em revistas femininas de dicas de beleza ou astrológicas. É que parece-me que mesmo a Ana Malhoa, com o seu eterno ar de badalhoca e com a sua maminha direita assim a dar para o torta, me pareceu melhorzinha, ou menos má do que esta. E depois, ler os nomes do MEC, Joaquim de Almeida e Tony Carreira mesmo ao lado..não sei, fica um pouco descontextualizado. Mas esta é apenas e somente a minha opinião...numa revista que se pretende marota e atractiva para os homens de Portugal (Tony Carreira??). E antes que venham as más línguas, admito já já que claro que eu não faria uma foto melhor, mas também, quem disse que alguma vez eu apareceria na Playboy ;) - fotos destas só no aconchego do lar!
O meu colega S. está neste momento a fazer o download da dita revista, por isso agora vou analisar, minuciosamente, o seu interior, na expectativa de não sermos apanhados pela hierarquia...

20 comentários:

  1. no outro dia eu e uma amiga ficamos com vontade de ir comprar a playboy. so pra ver porque raio se fala tanto nisso. hihi

    :) beijinho Be

    ResponderEliminar
  2. A edição portuguesa tem sido uma desilusão. É de péssima qualidade...

    BJS*

    ResponderEliminar
  3. Não é por nada, mas prefiro umas 30 mil vezes a revista Maxmen! A revista Maxmen, para além de fotos mais ou menos "decentes" ainda vai tendo umas coisas interessantes para ler, umas legendas engraçadas que me fazem rir... A Playboy (só vi uma) tinha demasiada publicidade e, a nível de textos, estava muito fraquinha! E quanto às fotos, é o que toda a gente sabe: Nada de especial.

    Beijos,
    Nuno.

    ResponderEliminar
  4. POis, agora o que vem nas revistas costuma ser tão manipulado que às vezes nem parece a mesma pessoa!

    ResponderEliminar
  5. Ainda não folheei nenhuma, confesso! Mas acho que uma revista desta natureza devia realçar a beleza e a sensualidade e nem todos o conseguem fazer!


    Beijinho, Bê querida*

    ResponderEliminar
  6. Buh...que fraco!
    Até as capas das outras revistas do género têm uma produção melhor!
    E eu nem gosto dessa Rita Mendes :P

    ResponderEliminar
  7. Ana Malhoa... em tempos foi muito porreirinha, agora... simplesmente detesto. Sex Symbol? Nem pensar, a produção dela até chega a meter nojo... Mas confesso que gostei da Monica na Playboy portuguesa no.1

    **

    ResponderEliminar
  8. Era incapaz de fazer tal coisa...talvez por isso somos pobres hehehe

    bjs

    ResponderEliminar
  9. A Playboy supostamente era p ser mais atrevida que a FHM ou a Maxmen, mas no entanto é mais do mesmo, analisando pelas capas, já que nunca comprei nenhuma (mas compro a FHM mtas vezes). Se quisessem inovar punham-me como olheiro e eu arranjava aí umas modelitos p as capas que iam fazer sucesso :p Mas até agora só têm posto é flops!

    ResponderEliminar
  10. Nunca esperei que fosse a Rita Mendes a aparecer na capa...acho que não faz o género de capa da Playboy...não me perguntem porquê, que também não sei. E as produções fotográficas são tão fraquinhas!
    Beijinho*

    ResponderEliminar
  11. Ui... se não dissesse PLAYBOY na capa eu ia jurar que era mais uma Máxima ou Elle... Enfim, nada como o bom e velho "sexo com pudor" à portuguesa! LOL Nada disso, esperava mais! Acho que essas meninas já foram mais atrevidas para produções menos do género! ;) Mas isso sou só eu! BJ

    ResponderEliminar
  12. Eu tenho visto todas as edições da Playboy portuguesa com o mesmo entusiasmo de quem vai a um circo de horrores.

    Cada uma é pior que a outra!

    beijinhoss

    ResponderEliminar
  13. Bê, tens razão. A revista é fraquinha mesmo. Alí quem manda são os retoques do Photoshop. Saem conforme se quer ver e não como são. É um pega-trouxas.
    Quanto a você se expor nela, sinto que nunca o faria porque todas que saem lá o fazem por dinheiro e, você com sua inteligência, compreensão e sensibilidade, mesmo "sendo" bem liberal, não precisaria se sujeitar a isso. Gostamos de vê-la e lê-la em razão dos grandes valores que você possui. Não interessa você trabalhada por Photoshop. Interessa o coração e a disponibilidade que você tem.
    Beijinhos de admiração à Bê. Manoel Eduardo - Brasil.

    ResponderEliminar
  14. Só vi a primeira edição, da Mónica, e gostei..
    Esta.. não sei. Mas pelo menos, é natural.
    beijinho.

    ResponderEliminar
  15. Tb pensei o mesmo assim que vi a capa! Parece mesmo campanha contra o cancro da mama... deviam pensar nisso

    ResponderEliminar
  16. ai BÊ, não concordo ctg...acho que depois da Ana Malhoa pior só se meterem o castelo branco...k ainda nao percebi bem a que género pertence.

    ResponderEliminar
  17. Eu acho que desde inicio, as produções são um tanto o quanto fraquinhas. A única que a meu ver se destacou, na capa, foi a Malhoa. Esta vi pela primeira vez há 1 minuto aqui no blog e... Tá mesmo mau:S parece uma mistura de cartaz de alerta ao cancro como dissest, com publicidade da nivea... Nada contra, sou pro-publicidades e afins com mulheres com tudo mas não é suposto que esta revista seja conhecida pelo extremo do erótico, pelo extremo do bom gosto fotográfico(o nu artístico) e pelo extremo de "gajas bouas bouas bouas"?...***********

    ResponderEliminar
  18. As opiniões divergem e ainda bem! Um óptimo fim-de-semana para todos!

    ResponderEliminar
  19. Prefiro esta capa à da Ana Malhoa. É mais "real"... :P

    ResponderEliminar

Aceitam-se elogios, críticas, gargalhadas, lágrimas, sorrisos e afins