8 de julho de 2009

Opções II - os meus devaneios, num post assim para o chatinho...

Não esquecendo que adiei o fundamento deste post aqui, dada as minhas mais recentes incursões pelas lides hertzianas, o que me baralhou as ideias e os post's que tinha pensado escrever e, posteriormente, as boas notícias partilhadas aí no post em baixo, devo dizer que fico satisfeita quando me apercebo que os meus devaneios e dúvidas existenciais, tristezas e angústias, merecem a vossa atenção e conselhos. Na verdade, dei comigo a matutar sobre o assunto nos últimos dias e alguém escreveu que é bom procurar um equilíbrio entre os dois estados. De facto é bom, mas difícil de conseguir. Sobretudo quando se vai ganhando experiência profissional e mesmo de vida e o sonho ou ambição de salvarmos o mundo e fazermos a diferença se desvanecem, como se de pó se tratassem. Sobretudo quando nos apercebemos que por mais que mudemos de emprego, de área profissional e até de zona geográfica, haverá sempre alguém cujo objectivo na vida é fazer-nos engolir sapos, uns atrás dos outros...ou não. Alguém que, quando confrontada com um cargo de chefia, mais parece um ditador com pele de freira. Cujos erros se sucedem escandalosamente, mas a única preocupação é encontrar erros nos outros, mesmo quando não existem. E seu já engoli muitos sapos... mas devo confessar que cada vez me falta mais a paciência e ficam-me entalados na garganta e normalmente saem por onde entraram, quase instantaneamente e do tamanho de elefantes. Tenho o coração na boca e quando me apertam os calcanhares, não me consigo conter, sou assim na vida pessoal e profissional - sai-me o coração disparado em todas as direcções, mas sempre primando pela boa educação, fundamentação e sensatez (ou pelo menos tento, mas é algo que se aprende com o tempo a controlar e eu ainda sou muito novinha, só tenho 30 anos). Por isso passei de braço direito a unha encravada, em meu prejuízo, mas com a consciência mais tranquila quando deito a cabeça na minha almofada, à noite. E o que eu gosto de dormir tranquila...

21 comentários:

  1. olá querida B fico muito contente Quanto a passar a ser unha incravada minha linda as vezes o melhor é estar bem com a nossa consciencia desde que isso não nos prejudique entendes.
    beijos grandes linda e umas férias maravilhosas.or voltares a estudar se realmente era o que querias.

    ResponderEliminar
  2. Eu sou como tu. Muito impulsiva e com o coração perto da boca. Não suporto injustiças e faço sempre questão de, perante essas situações, demonstrar o meu ponto de vista. Mas não nos podemos esquecer que "eles" têm a faca e o queijo na mão. Por isso, tenho tentado respirar fundo e controlar-me mais. No início andava a fervilhar por dentro. Agora controlo perfeitamente essa minha espontaneidade e até já notei melhorias na relação dos outros para comigo. Espero ter ajudado.

    Beijinho

    Filipa

    ResponderEliminar
  3. Ao menos tens a consciecia tranquila. Dormir descansada é muito importante.
    Fico feliz por ti. :)

    ResponderEliminar
  4. O importante é estares de bem com a tua consciência! :))

    BJS*

    ResponderEliminar
  5. As unhas encravadas, são bem melhores, que o braço direito... 8)
    Bjinho*

    ResponderEliminar
  6. Orgulho foi o que senti ao ler...

    ResponderEliminar
  7. Eu nem sempre consigo deitá-los cá para fora!

    ResponderEliminar
  8. Aprenderás, com o tempo, a pôr de lado os teus sonhos e objectivos a nível laboral. Esses chefinhos vão conseguir acabar com os incentivos que tinhas. Acontece a muitos. Por mais que nos custe trabalhar apenas pela remuneração é assim que temos que pensar senão, lá se vai a saúde e as noites bem dormidas. Este pessoal, dito chefes, querem é cordeirinhos que nem acrescentam nem atrasam mas, que a cada segundo, acenam afirmativamente com a cabeça. Num país onde imperam as cunhas que esperas? Que seja valorizado o mérito? Não. Por isso esquece e vive deixando, sempre, os problemas do trabalho no local de trabalho cada vez que saíres. Essas revoltas são, muitas vezes, ocasionadas propositamente para te aniquilarem e desvalorizarem. Pensa nisso antes de agir. Há lutas que não vale a pena travar. Estão perdidas à nascença. Um beijo

    ResponderEliminar
  9. Minha querida Bê tenho a confessar que me revejo nas tuas palavras aqui escritas!!!

    Somos duas unhas encravadas neste mundo!!!

    Mas olha consciência tranquila!!!

    (Esta é uma das razões porque ando a tentar mudar de vida, aqui já não tenho vida... só tipo uma mera pessoa que anda aqui sem vontade, e eu preciso de ter objectivos e de estar motivada)

    Bjs

    ResponderEliminar
  10. Ha e viva o descanso do quotidiano, foi uma boa decisão.. ao menos já notas vantagens.
    Beijinhos*

    ResponderEliminar
  11. Bê eu já consigo contar até 10 antes de abrir a boca! ;)

    ResponderEliminar
  12. Bê,
    Ser unha encravada pode ter os seus incovenientes, mas também pode ser o oposto... repara...
    Engolir sapos faz parte da vida, se fosse tudo muito azul celestial perdia a piada... ser-se franca, honesta, directa, traz-nos dissabores, mas acredita que mais cedo ou mais tarde as recompensas surgirão. Tudo faz parte de um processo, de um crescimento enquanto ser humano. Não podemos na vida agradar a gregos e troianos (feliz ou infelizmente), mas o mais importante do que tudo é chegarmos ao final do dia e conseguirmos deitar a cabeça no travesseiro e dormir descansadas.
    Claro que tudo na vida tem dois pesos, duas medidas, mas com o passar dos anos encontramos o equilíbrio, uns mais cedo, outros mais tarde...
    És novinha sim, acredita que com o passar dos anos não perdemos a paciência, ficamos sim mais tolerantes.
    Pensa bem... vale a pena a impulsividade ou valerá a pena (tentar) ser tolerante?
    Bjs
    Ana

    ResponderEliminar
  13. olá mais uma vez B olha já percebi que me enganei e o meu comentário ficou todo mal escrito lol.

    O que eu queria dizer era que fico muito feliz por voltares a estudar se era isso que ha algum tempo ambicionavas.Quantoa ser unha incravada olha tem dois pontos de vista pode ser mau porque nos podem lichar mais facilmente... mas para a nossa consciencia é o melhor E se realmente agora dormes mais tranquila então valeu a pena!

    ResponderEliminar
  14. Se te sentes bem com a tua consciência é fantástico. A nossa dignidade não pode estar à venda ou perdemo-nos de nós mesmos. Há sempre quem diga que a dignidade não nos alimenta, mas é mentira. A dignidade alimenta a nossa Alma. E acreditem que sem Alma não se pode fazer nada bem.

    ResponderEliminar
  15. Enretanto, deixei-te um selinho no meu blog... http://deepbluec.blogspot.com/2009/07/momentos-camara-lenta_08.html

    Achei que depois da semana passada ficava-te bem.

    ResponderEliminar
  16. Se isso te faz dormir melhor. Eu confesso que já fui mais de falar o que penso... agora calo mais, nem que me roa. Afinal a gente acaba ainda mais lixada e a maior parte das vezes nem vale a pena. Mas sei lá...há fases.. e há sapos e sapos!
    Beijo para ti

    ResponderEliminar
  17. É muito boa essa sensação: Ter a cabeça "limpa" quando a encostamos na almofada :)

    ResponderEliminar
  18. Precisas de ajuda para desencravar? :P

    Estás de parabéns, muitos parabéns conseguiste a inscrição no mestrado, focaliza-te nisso! Tudo o resto... será inveja?

    Adoro a música- "somewhere over the rainbow...."

    (Sua baldas :P)


    Beijinhos grandes para ti e para o P.

    ResponderEliminar
  19. Acho que acima de tudo nos devemos manter fiéis àquilo que somos e acreditamos. São estes os factores que afinal nos distinguem dos demais. É claro que há que ter em consideração o facto de vivermos em sociedade, mas nada que uns "pós de perlimpimpim" de sabedoria, ponderação e perspicácia - o tal equilíbrio - não levem a bom porto. Se todas as pessoas tomassem apenas isto em consideração, não haveria tanta unha encravada... nem pedicures e calistas :-)

    ;)

    P.S.: Tem calma, que aproximam-se umas férias que prometem, um concerto que vai ser o pico de loucura e o tão esperado passo em frente nos estudos ;)

    ResponderEliminar
  20. Sou ainda um pouco nova, mas devo dizer que o teu blog me inspira muito, e graças a ti decidi criar o meu próprio, que conta os problemas da minha idade!
    Vou continuar a visitar assiduamente o teu blog.
    beijinho Ananás.

    ResponderEliminar

Aceitam-se elogios, críticas, gargalhadas, lágrimas, sorrisos e afins