9 de setembro de 2009

Rebobina-me!

Às vezes adorava ter a capacidade de poder rebobinar determinados momentos da minha vida, nem que fossem somente uns segundos - aqueles da decisão inconstante e mal tomada, em que digo ou faço algo de que me arrependo logo de seguida*...e são tantas as vezes em que isso me acontece. Maldito coração na boca, que me causa tanta lamentação.
*Não que as pessoas ou a situação não o mereçam por vezes, mas, com a maturidade que a idade e a vida nos deve trazer, devemos aprender a mediar a nossa inconstância e espontaneidade - e eu ainda não domino essa capacidade. Tão depressa lanço uma gargalhada ou uma piada sarcástica, como digo o que não devo, nas horas erradas...

16 comentários:

  1. Se desse para rebobinar, não terias a oportunidade de aprender com os erros :) Mas às vezes sabia bem, sabia!

    ResponderEliminar
  2. Oh... A quantidade de vezes que isso acontece! Enfim... :X Saber lidar com o "posterior" disso já é um grande dom!

    ResponderEliminar
  3. OH!

    Eu também sou assim, grrr.
    Se pensasse um bocadito antes de abrir a boca, ganhava mais, mas que fazer... também tenho esperança que a idade traga mais sensatez e sabedoria, mas tá dificil.

    *BÊ*ijinhos

    ResponderEliminar
  4. Também sou assim!!! Mas sabes gosto muito mais de ser assim, do que ser uma hipócrita ou timida ;)

    Beijo

    ResponderEliminar
  5. Eu só tenho pena que algumas situações boas não o sejam em slow motion ;)

    beijinhoss

    ResponderEliminar
  6. Eu sou a pessoa mais espontanea que conheço...Isso às vezes traz muitas chatices. Não há nada a fazer...Tá dito ta dito...ta feito ta feito...

    ResponderEliminar
  7. Às vezes bastavam-me uns qtos segundos...p retirar uma frase infeliz ou uma coisa que n devia ter feito...

    ResponderEliminar
  8. Pensa que são decisões mal tomadas que nos fazem crescer e aprender sobre a vida.
    Provavelmente já dominas mais que há alguns anos atrás ;)
    beijinho

    ResponderEliminar
  9. eu costumo dizer que n tenho filtro, vai do coração para a boca, sem passar pelo cerebro, e dp, às vezes, corre mal...

    ResponderEliminar
  10. Por vezes também gostava de ter um rebobinador desses, acredita...

    bijus***

    ResponderEliminar
  11. Não é defeito, é feitio... 8)
    Eu também sou assim!!
    Bjinho*

    ResponderEliminar
  12. Pois, tb eu adorava! Mas depois tornar-me-ia perfeita e demasiado calculista e perderia a capacidade de aprender com os meus próprios erros... E as pessoas perfeitas não têm gracinha nenhuma! Continua assim, Bê...

    ResponderEliminar
  13. Espontaneidade pode ser espectacular, como nos pode lixar!

    ResponderEliminar
  14. Têm razão quando falam na possibilidade de aprendermos com os erros. E o que é certo é que já fui aprendendo, muito. Quando era mais nova foram tantas as situações em que me arrependi de ter feito ou dito algo e agora já consigo controlar-me melhor. Mas, em dados momentos, sobretudo quando me sobe a mostarda ao nariz...adorava conseguir controlar-me...ainda me falta essa capacidade.

    ResponderEliminar

Aceitam-se elogios, críticas, gargalhadas, lágrimas, sorrisos e afins