8 de novembro de 2009

Pessoas bonitas #1

Se há coisa que por vezes me faz pensar, é a cada vez maior vontade de melhorar o aspecto físico - ele é maminhas, barrigas lisas, lábios carnudos, dietas loucas, rinoplastias, extensões no cabelo, quilos e quilos de maquilhagem e correctores e afins - e o cada vez menor esforço por mudar ou melhorar o nosso interior. Não paramos para reflectir sobre as nossas atitudes, sobre os nossos valores, porque vivemos numa sociedade demasiado centrada em si mesma, sem tempo para olhar para o outro. E embora compreenda a necessidade que algumas pessoas têm de melhorar um ou outro aspecto físico (e não sou nada contra operações de estética quando isso implica melhorias físicas e emocionais: como ter as maminhas demasiado grandes e poder diminui-las, ou dificuldades respiratórias por causa de problemas no nariz, ou dietas necessárias para quem tem excesso de peso), sinto que a sociedade em geral está cada vez mais consciente e atenta para a beleza física, como se fosse o aspecto mais importante e determinante de cada um de nós e das pessoas que temos à nossa frente, perdendo-se a importância de padrões verdadeiramente importantes para a qualidade das relações que queremos estabelecer ao longo da vida e que nos fazem realmente felizes.

Desde jovem que guardo para mim uma máxima em relação a esta condição e ainda hoje acredito que a beleza exterior é a primeira a ser notada, a interior, a última a ser esquecida. E acredito profundamente que qualquer pessoa, por mais bonita que seja, se for má pessoa (e claro que os critérios que definem uma má pessoa podem variar consoante cada um de nós, mas há alguns que são indiscutivelmente comuns, como a maldade, a mesquinhez, a inveja, a falsidade, a mentira etc, etc) rapidamente se torna feia aos meus olhos. Assim como qualquer pessoa aparentemente feia ou desinteressante fisicamente, facilmente se torna bonita assim que revela a sua beleza interior. E por isso decidi criar uma nova rubrica aqui no cantinho, mas para isso conto também com a vossa ajuda. Agradeço sugestões de pessoas conhecidas que se destaquem sobretudo pela sua força e beleza interior, pela grandiosidade dos seus actos, ou pelo talento. Pessoas que vocês admirem, que deixaram uma marca indelével na história, no cinema, no teatro, na cultura, na política, enfim, em qualquer área.

O e-mail para onde podem enviar as vossas sugestões é o seguinte: paudecanelaementa@gmail.com. Devem identificar a pessoa e justificar a escolha. A ideia é que a rubrica seja publicada todas as segundas-feiras (à exepção desta primeira) para embelezar o início da semana e contará, claro, com sugestões minhas também, a começar pela de hoje. Na foto, em cima, está Oscar Shindler, homem que destaco, pela grandeza dos seus actos em plena II Gerra Mundial. Pelos riscos que correu para ajudar os outros, pelas hipóteses que deu a tantos e tantos judeus. Pela sua grande beleza e pela forma como a sua história me tocou...

21 comentários:

  1. uma boa ideia para nos animar nas manhãs de segunda feira, que custam tanto a passar... concordo com a tua ideia, valoriza-se demais o físico e esquece-se que, apesar de ser importante, isso ninguém pode discordar, se o interior não for bonito, é como uma embalagem oca...
    beijinho querida Bê

    ResponderEliminar
  2. Gostei... como podes calcular. ;)

    Gostei muito.


    *

    ResponderEliminar
  3. Concordo plenamente com o que escreveste e gostei muito da ideia da rubrica! Quando me lembrar de alguém envio!;)

    BJS*

    ResponderEliminar
  4. muito bem dito sim senhora!!! gostei da ideia... logo que ocorra algo envio!!!

    Esta primeira escolha é muito boa! ;)


    * beijocas

    ResponderEliminar
  5. Bom dia Bê!
    Gostei muito do post, completamente "iluminado"!
    Esta nova rubrica é uma optima ideia! No entanto fiquei um pouco triste quando vi que a primeira pessoa que realmente fez algo de extraordinario nao era o Grande português Aristides de Sousa Mendes! Este sim, dentro das suas possibilidades e completamente sem segundas intençoes fez o que de melhor o Homem pode fazer pelos seus semenhantes! Um homem quase desconhecido por nós portugueses, mas que na verdade me enche de orgulho saber que ele existiu!
    Bjinho e boa semana!
    Andreia

    ResponderEliminar
  6. Gostei mesmo muito do teu texto. E acho até que a parte inicial devia estar noutro texto que não o da nova rúbrica, porque vale mesmo a pena ser lido em separado. Parabéns.

    ResponderEliminar
  7. E são sem dúvida nenhuma que são essas pessoas não tão bonitas, mas especiais que têm algum interesse..
    Beijinho.

    ResponderEliminar
  8. Ando mais preocupada com as mudanças na minha forma de agir do que com os dez quilos que devia perdr. ;)

    ResponderEliminar
  9. Andreia, a minha ideia era fazer um post, na próxima semana, sobre o Aristides, mais completo e inteiramente dedicado a ele.Este é apenas uma introdução a esta rubrica. Porque sim, foi sem dúvida um grande homem.

    ResponderEliminar
  10. Bê, gostei mt desta ideia, não só pela sua originalidade, mas sim, é verdade o que dizes sobre a beleza. Boa escolha...e eu acho que vou procurar alg e enviar a minha escolha por mail para ti.
    bjs:)

    ResponderEliminar
  11. Olá B adorei o texto e a ideia da rubrica! vou pensar bem porque admiro tantas pessoas que nem sei as que escolher.
    Depois envio-te então um mail com as minhas sugestões beijinhos enormes e coloridos e uma semana calma e que passe de pressa!

    ResponderEliminar
  12. Olá *BÊ*zinha,

    Mais uma vez adorei o teu post, é por isso que és considerada uma pessoa muito especial aqui neste mundo, que é a blogosfera.
    Tens imensa razão, hoje em dia valoriza-se demasiado a beleza exterior, não paramos para reflectir sobre aspectos que deviam ser mais importantes - como analisarmos o que fazemos em prol daqueles que nos rodeiam - quer sejam os nossos familiares e amigos, como aqueles que connosco se cruzam diáriamente, quer aqueles que sabemos que têm necessidade e coisas que para nós são triviais. Noto que conforme vou ficando mais velha, vou desralitivando coisas triviais, procurando sempre satisfazer pequenas necessidades de alguém. Quando percorro centros comerciais, procuro acções de campanha por forma a ajudar. Este Sábado, contribui com a compra de 2 pais natal, para ajudar a Assoc. de Mulheres Mastectomizadas. Com regularidade vou ao Farol, levar goloseimas e outras coisas, ás crianças retiradas dos seus pais. Hoje mesmo, tornei-me voluntária na Laço.
    E agora, vir aqui ás Segundas-feiras, relembrar, conhecer, outras histórias de quem fez algo de importante por quem precisava.

    Eu te agradeço por me proporcionares outros conhecimentos.

    *BÊ*ijinhos

    ResponderEliminar
  13. A beleza real está no interior. Quem não for bonito por dentro muito dificilmente será por fora (para mim).

    Bjokas

    ResponderEliminar
  14. Oh querida, adorei! Disseste tudo, parece que hoje em dia vive tudo numa obssessão constante pela perfeição física que, só por si, não teria mal nenhum se fosse acompanhada pela mesma preocupação em relação às nossas atitudes e comportamentos.

    Vou pensar numa pessoa para enviar :)

    **

    ResponderEliminar
  15. Devo confesar-lhe que passo por aqui muita vez para ler o seu blogue, mas nunca comentei. Estou a comentar este post porque o acho muito bom.Parabéns.

    :)

    ResponderEliminar
  16. Querida Bê.

    Esta rúbrica é mesmo a tua cara. Adorei e parece-me uma excelente forma de iniciármos as nossas semanas. Com pessoas bonitas, tal como tu.

    Beijos!

    ResponderEliminar
  17. Que boa iniciativa :)
    Vou participar de certezinha
    KissKiss

    ResponderEliminar
  18. Assim de repente lembro-me dos meus pais, mas eles não são famosos!

    ResponderEliminar
  19. Amei a ideia! Acho que vou participar! ;)



    Bê querida? Selinho no meu estaminé!

    ;)

    ResponderEliminar
  20. Desafio muito original! (Já estou a pensar em sugestões!)*

    ResponderEliminar
  21. Ai Bê Maria...
    Agora fiquei com umas quantas lágrimas nos olhos.

    Beijos

    ResponderEliminar

Aceitam-se elogios, críticas, gargalhadas, lágrimas, sorrisos e afins