14 de maio de 2010

Arrependo-me...

Há dias na minha vida em que me arrependo profundamente de, entusiasmada com este canto que me enche a alma, o ter partilhado com amigos, conhecidos e familiares - pensando eu que seriam os únicos a terem paciência para ler os meus disparates e devaneios. Passou o tempo e os leitores e seguidores foram surgindo como uma agradável surpresa que, em muitos momentos, me deu força para continuar.
Arrependo-me porque me falta o outro lado, o de poder contar, debitar, partilhar muito mais daquilo que vai cá dentro, que por vezes me corrói os sentimentos, sem ferir susceptibilidades (não que o usasse para falar mal de alguém, que não é essa a minha postura na vida), ou sem reacções adversas. E aí contava-vos quais os meus sonhos mais fortes, quais os meus medos e quais os obstáculos com que me deparo e a forma como os enfrento. Aí seria mais eu do que aquilo que posso ser neste blog que espelha apenas uma pequena parte de mim...
Hoje é um desses dias...