30 de junho de 2010

Passei só para dizer...

Que me tiram do sério as pessoas que, depois do jogo de ontem, só sabem dizer (e escrever) "até que enfim, agora acabou a febre e acabaram as vuvuzelas e já podemos falar sobre outras coisas e ver outras notícias nos jornais e na televisão" e depois só sabem falar sobre banalidades e futilidades que não interessam a ninguém. A sério que sim! Porque eu respeito o gosto dos outros e respeito as "febres" que por aí se vêem (e lêem) e não ando a apregoar aos sete ventos que quero o fim do "sexo e a cidade" e afins, e que metam os cremes caros num sítio que eu cá sei e que ridículo e de mau-gosto é gastar balúrdios em roupa de marca, com logótipos gigantes, que se usam três vezes.
Porque, quanto a mim, o futebol tem o poder de unir as pessoas, tem o poder de as fazer esquecer algumas amarguras da vida, porque o futebol não é só desporto é também arte (basta ver o Messi a jogar) - com esta é que me vão bater. O futebol é energia, é alegria partilhada e quem não gosta, não é obrigado a ver...
Mas respeitem quem gosta...respeitem os que ficaram tristes porque gostariam de ver a selecção ir mais longe, representando a nossa bandeira e defendendo as nossas cores. Respeitem os que hoje não sabem falar de outra coisa, porque embora isso não vos aconteça com o futebol, acontece com outras coisas tão ou menos importantes (veja-se, uma vez mais, o exemplo do SATC 2 - que não vi, não quero ver e do qual já me irrita ler o que quer que seja - e eu até gostava da série).
Por isso, deixem-me estar tristinha hoje e deixem-me ver em paz os jogos interessantes que se avizinham...Deixem-me estar irritada com os que não fizeram nada de jeito e enaltecer os que foram verdadeiras surpresas (Eduardinho do meu coração, que com certeza lês o meu blogue, ontem só me apetecia dar-te abracinhos para te acalmar as tristezas), deixem-me agora torcer por outra selecção, pela qual nutro uma grande simpatia e que terá o condão de levar muita alegria a um país que merece... ;-) - deixem-me fazer isto tudo sem vos ter sempre à perna, a tratar-me como se fosse uma mentecapta porque gosto e vibro e grito e sofro (e bebo muita cerveja) com este desporto, ok?
Nota: o out of service (ainda que intermitente) vai manter-se até 15/16 de Julho! Até lá, boas férias aos que também vão e tudo de bom também, para os que ficam... Com muitos sorrisos!

17 de junho de 2010

...

Blog* out of service!



Até meados de Julho. Até lá tenho um relatório muito importante e muito atrasado para entregar na fac, um milhão de consultas pelo meio e férias por ilhas açorianas. Mas - I will be back, for sure ;-)
* e facebook e e-mail também. Não há nada para ninguém...

11 de junho de 2010

Por esta hora...

No momento em que lêem estas linhas, estou, muito provavelmente dentro de um avião, a caminho de Praga, cheia de expectativa e desejosa de conhecer esta cidade que se adivinha maravilhosa. Prometo fotografias e muitas partilhas no meu regresso. Até lá, um fim-de-semana cheio de sorrisos - o meu vai ser com toda a certezinha!
Nota: esta que vos escreve adora e odeia andar de avião - é daqueles sentimentos ambíguos que me domina e não há nada a fazer...

9 de junho de 2010

Delícias

Poucos sabores são deliciosamente tão perfeitos como estes dois juntos: queijo e vinho tinto...sabem-me pela vida e hoje, dia de chuva e vento teimoso por terras a sul, a juntar a uma conversa repleta de memórias quase esquecidas, de quando ainda nem sequer nos conhecíamos, foi assim que passámos um fim de tarde fantástico.
Aviso: Post escrito ainda com vestígios de álcool a borbulhar intensamente no sangue, pelo que se espera que esteja tudo nos conformes...senão...olhem, azar!

Dúvida...


E depois, o que é que é mais importante, mais determinante para a qualidade de uns dias inesquecíveis: o local onde passam as férias, ou a companhia que levam nas férias?

Tenho cá para mim que, com a companhia do P. até numa roulotte na Costa da Caparica, naquele parque que se vê a caminho das praias, sempre apinhado de gente, eu seria muito, mas mesmo muito feliz! E eu já fui feliz em tantos lugares...

8 de junho de 2010

Cá dentro...

Não obstante o meu pequeno saltinho a Praga, no próximo fim-de-semana e por mais que goste de viajar "lá fora" sou totalmente fã deste nosso país à beira-mar plantando, repleto de beleza natural, de praias maravilhosas e de monumentos cheios de história. Por isso fico assim a modos que arrepiada quando me lançam o típico comentário "Mas vais para o Algarve? Está tão batido!" ou o já habitual "uma semana de férias nos Açores? Aquilo é só verde e vacas". Porque, sabem que mais? Eu adoro o Algarve, sobretudo a zona entre Lagos e Sagres - mais tranquila, mais fresca é certo, mas cheia de zonas bonitas para visitar e de praias onde não temos que nos sentar no colo do vizinho. E os Açores? Tem muito verde, tem muitas vacas e tem as paisagens mais bonitas, arrebatadoras e surpreendentes que já vi. De cada vez que lá vou é um renovar de sensações causadas pela maravilha que é a natureza, num palco soberbamente pleno de magia.
Claro que a minha paixão é e sempre será, independentemente de todas as viagens que possa fazer, a paisagem alentejana, região onde habita o meu coração e embora não tenha nascido lá, é de lá que vêm as minhas origens, a minha história e é lá que espero, um dia, terminar a minha passagem por aqui. É lá que me encontro, na serenidade das planícies, nos cheiros típicos, no sotaque que amo do fundo do coração.
Fazer férias cá dentro? Hoje e sempre...Há um mundo de tesouros por descobrir e eu ainda só vou a meio...

Diário das férias 3#

Com toda a certeza que não foram os meus queridos leitores, mas alguém nos rogou uma praga. Depois de descobrirmos que a nossa praia desapareceu, hoje chegaram nuvens e mais nuvens aqui a estes lados. Como tem estado vento, é provável que hoje não façamos praia, como habitualmente, porque praia com frio (ou com calor a mais) nem pensar! Além do mais, este ano a água parece mais fria do que nunca - já alguém sentiu o mesmo? Custa tanto, mas tanto entrar...o que me leva a fazer as figurinhas mais tristes e estranhas, quando mesmo ao lado as criancinhas de 2 e de 5 anos entram com a maior das tranquilidades.
Os planos para hoje passam então por descansar (e o que temos posto o sono em dia - uma delícia), ler, fazer umas comprinhas para o jantar (temos comido uns peixinhos maravilhosos, que o P. cozinha divinalmente bem) e namorar por estas paisagens relaxantes.
Quinta-feira rumamos à capital para logo na sexta-feira viajarmos até Praga, onde contamos passar quatro dias inesquecíveis na companhia do A. e da A.L. Durante esses dias não irei postar, mas fica a promessa de contar tudinho no meu regresso ;-) .
As fotografias ficam para depois, porque esqueço-me sempre de alguma coisa quando venho de viagem e, desta vez, uma delas, foi mesmo o cabo da máquina...Mas pelo menos consegui trazer a carteira e o telemóvel - que, para quem não sabe, esqueci o ano passado, no fim-de-semana do aniversário do P. assim como das suas prendas. Tipicamente Bê...

7 de junho de 2010

Diário das férias 2#

O dia de ontem ficou marcado pela desilusão de descobrir que a nossa praia favorita desde sempre (ali para os lados de Sagres), foi literalmentente engolida pelo mar. Bah! Claro que há muitas mais praias na zona, locais fantásticos, mas aquela era a nossa praia, onde já vivemos os dias mais maravilhosos e onde já li os melhores livros e ainda milhares de cusquices e fofoquices - que eu só leio revistas cor-de-rosa quando estou de férias - -se lá entender. Amuei!

6 de junho de 2010

Diário das férias 1#

A viagem...marcada, como sempre que rumamos a sul, na companhia dos nossos felinos, pelos desarranjos intestinais do Tobias que, desta vez, nem chegou a meio da viagem. Era ver-nos na bomba ali para os lados de Corroios, de gato na mão, toalhitas na outra, a limpar quilos e quilos de cocó (como é possível?), com a cara mais enjoada de sempre. Quase que nos arrependemos sempre que trazemos os gatos...quase, porque assim que chegamos fica o alívio de não os deixar tantos dias em casa sozinhos. Meus ricos meninos!
Depois de duas horas de viagem (ainda com alguns avisos por parte do Tobias, que, segundo o P. faz uma "cara" específica na hora H) foi tempo de o por na banheira, dar-lhe uma banhoca e fugir até junto dos sogros (embora casadíssimos, cada um tem a sua casa aqui para estes lados e assim deixam uma para nós) para jantar um belo churrasco.
O dia de ontem foi passado entre a praia e um jantar romântico, regado a bom vinho. Tal como prometido, a palavra de ordem é namorar, muito!Com vidas tão díspares e horários tão trocados, por vezes sobra-nos pouco tempo, por isso há que aproveitar ao máximo.
E agora, vamos a caminho da nossa praia preferida, munidos de saladinhas e bebidas frescas e um bom livro. Logo partilho algumas fotos...

4 de junho de 2010

Finalmente!

Sem tempo sequer para tirar a franja dos olhos, venho aqui num saltinho só mesmo para avisar que.. É HOJE! Vou de férias! Estou que nem posso - tão, mas tão contente, que ainda mal me consciencializei de que o dia de hoje vai ser o horror, de tanta coisa para deixar organizada e preparada para o meu regresso.


A novidade é que vou ter internet durante parte das férias, pelo que decidi que, os próximos dias, vão ser dedicados à partilha das mesmas, numa de diário das férias, assim a modos de dar numa de nojentinha para quem fica a trabalhar.


Para abrir o apetite, vou estar por aqui:
Só eu e o P., para namorarmos muito e recarregarmos as baterias, para depois, com um casal amigo, darmos um saltinho até aqui:
Bom fim-de-semana para todos, cheio de sorrisos!

2 de junho de 2010

Ai vergonha... - a resposta

Pois é, tal como prometido, venho divulgar que, as grandes vencedoras, inteligentes e perspicazes que só elas são...a Lia e a Olhos Dourados, que afirmaram que eu teria não só uma panela com arroz com mais de 15 dias (o nojo!), como legumes para lá de murchos, frascos e frasquinhos com conteúdos próprios para envenenar o meu pior inimigo (ainda bem que não os tenho) e sim, umas-cuecas-de-chocolate-comestíveis*-oh-pra-mim-tão-atrevida. Tinha isso tudo (e foi tudo para o lixo, menos a bela da cueca) e mais umas coisitas ainda...Agora com licença que vou morrer de vergonha mais um bocadinho!
*E dou toda a razão a quem diz que as cuecas deveriam estar mais do que comidas - quem sabe não será hoje que os níveis de açúcar no sangue sobem lá por casa ;-)
PS 1: Agora não me venham dizer que sou a única que tenho coisas destas lá em casa, porque, meus queridos, isto é só uma ínfima parte do material que anda por lá pelo meu palácio.
Ps 2 (exclusivamente para a minha mãe): Não, não é desta que te vou deixar ver aquele jogo que tenho escondido no canto mais distante do meu roupeiro, para tu não chegares nem de escadote! Compra um para ti.

1 de junho de 2010

Ai vergonha...


Na semana passada, depois de mais um dia de limpezas da D., cheguei a casa, abri o frigorífico para preparar uma sopinha para o jantar e, por breves momentos efémeros, fiquei maravilhada com a limpeza profunda que a senhora me deu no dito (raios que a mulher é expedita, mesmo que eu não lhe dê grandes indicações, ela arranja sempre alguma coisa extra e necessária para fazer - ou como eu sou a pior dona de casa de sempre!). E escrevo breves, porque a alegria inicial rapidamente foi trocada pela vergonha mais profunda de todo o sempre (nem sei como encará-la amanhã), porque:


a) Tinha uma panela com arroz feito há mais de 15 dias, que mais parecia uma experiência biológica;


b) Tinha no gavetão uma salganhada de legumes verdes, de tal forma que não se percebia onde começavam os espinafres e acabavam os agriões;


c) Tinha uma série de frascos e frasquinhos cujo prazo terminou há mais de dois anos e cujo conteúdo tinha uma cor muito, mas mesmo muito duvidosa;


d) Tinha umas cuequinhas comestíveis, de sabor a chocolate, na zona dos iogurtes (e iogurtes, nem vê-los);


Estejam à vontade para lançar as vossas respostas - se alguém acertar não ganha nada, mas sempre se pode rir à minha custa, ok? Vamos lá pequenada!