29 de janeiro de 2011

E agora...?


Só há um ano atrás me apercebi do quanto gosto do programa So you think you can dance (não confundir com o português). Gosto do formato, dos elementos do júri, da apresentadora (de uma simpatia radiosa) e claro, das danças. Posso até dizer, quase envergonhada, que o programa me fez ver a dança com outros olhos e cheguei a emocionar-me várias vezes, com determinadas coreografias e sobretudo, com determinados dançarinos. Nesta última temporada, desde o início que fiquei fascinada com um deles, o Jakob. Absolutamente fantástico, irrepreensível, fabuloso em todos os géneros e em todas as coreografias que, espante-se, não ganhou. Penso eu que talvez por efeitos que a nós nos ultrapassam, perdidos algures no meio do oceano, relacionados com as histórias, os dramas, as vivências dos dançarinos, que nós aqui não conhecemos, mas que sabemos que influenciam na hora de votar e que devem inundar as revistas e os programas televisivos. Fiquei triste. Desiludida, mas com a certeza de que este rapazinho tem um futuro brilhante pela frente. Para quem não sabe quem é, espreite aqui, aqui e aqui, ou aqui. Vale a pena.

4 comentários:

  1. Adorei também =D

    Obrigada por teres partilhado =)

    ResponderEliminar
  2. É como dizes... Os vencedores nestes programas nem sempre o são pelo talento. Muitas vezes prevalece a história de vida triste, um ou outro ponto mais marcante na vida... Enfim, por isso é que eu acho que nestes programas a opinião do júri deve ser igualada à do público. Podem estar muitas carreiras em jogo.

    ResponderEliminar
  3. Eu também adoro o programa - não confundir com o português ;) - mas não consigo eleger um dançarino/a preferido/a.

    Estou viciada nos vídeos do Youtube!! Já viste este: http://www.youtube.com/watch?v=8Nijg8u_9BI

    AMOOOOOOOOO! :)

    ResponderEliminar
  4. O Jakob era o meu concorrente preferido. Mas tenho a certeza que será bem aproveitado. Ele é fantástico.

    P.S. já começou a nova temporada. E esta promete ser arrasadora.

    ResponderEliminar

Aceitam-se elogios, críticas, gargalhadas, lágrimas, sorrisos e afins