3 de fevereiro de 2011

Coitadinhos deles...

Parece que os homens que se enamoram pelas raparigas da minha família ficam assim, como é que hei-de dizer, em estado espavorido, quando são apresentados ao meu pai. É aquele primeiro impacto em que uma pessoa, que parece mais austera e séria à primeira vista, causa. E depois eles são os homens que andam com as suas filhinhas queridas, o que faz com que qualquer pai, seja desconfiado à primeira. Primeiro foi o P. há alguns anos atrás, que em pleno aniversário da minha irmã C., partiu uma mesa (sim, leram bem, uma mesa) - o tampo era de vidro e não resistiu ao vigor com que ele pousou uma garrafa. A reacção do meu pai, enquanto olhávamos todos nervosos, sem saber o que vinha dali, não podia ter sido melhor - "Ainda bem. Estava mesmo a precisar de uma nova e assim já não tenho desculpa" - respirámos de alívio, continuámos em festa, mesmo sem mesa e hoje são grandes amigos.
Ontem, foi a vez do namorado da minha irmã C., no aniversário do nosso irmão A., que, ao despedir-se de mim, encostou-se ao carrinho das bebidas e mandou ao chão uma garrafinha de cachaça que por lá andava, à espera de caipirinhas. O rapaz ficou tão atrapalhado que me apressei a dizer que a culpa era minha e o meu pai, esperto que só ele e que se apercebeu de tudo, uma vez mais, reagiu bem. Pegou nos vidros, limpou com a esfregona e riu-se. Não sei porque é que eles ficam tão nervosos, sei que se tivesse mais filhas, o meu pai tinha que começar a fazer os jantares de aniversário/primeiros momentos em família dos genros, fora de casa.

13 comentários:

  1. hahaha em grande!
    sabes que o meu marido disse-me, ainda não éramos namorados, que o meu avô parecia o vocalista dos Smashing Pumpkins (ele era careca), achei um piadão... e mais piada teve ao chegarmos da viagem de finalistas e ver a família dele e a minha, todos em grande conversa, no aeroporto, pelos vistos os pais dele conheciam bem os meus avós e os meus pais juntaram-se à festa!

    ResponderEliminar
  2. Eu acho que isso é mais comum do que pensamos. Muitos e muitos "namorados" acusam a pressão de conhecer e conviver com o pai da namorada. O meu "sogro" é impecável nesse aspecto, mas respeitinho é muito bonito...

    ResponderEliminar
  3. LOOOL, fg é mesmo azar. Vão nervosos e depois partem tudo. xD *

    ResponderEliminar
  4. LOL Estou a imaginar aquele momento de suspense, tudo em silêncio, a olhar pro teu pai durante uns segundos, à espera de reacção x)

    ResponderEliminar
  5. ahahah sim, os pais por sim só já 'assustam' e quando têm um ar austero e imperdoável (como o meu, mas q não é nada disso) ainda pior =p

    ResponderEliminar
  6. Hahahaha adoro esse nervosismo todo, chega a ser engraçado! Lembro-me bem quando meu S2 foi pela primeira vez lá em casa! Tadinho tremia tanto e até transpirava frio! Mas sempre dá tudo certo! Boa sorte para sua irmã C.

    http://flordelis02.blogspot.com

    ResponderEliminar
  7. Ah, adorava ver a cena!


    [desculpa, minha querida Bê, mas adorava mesmo!]

    ResponderEliminar
  8. Eu chamaria a isso mau olhado, ou coisa do género...;)

    ResponderEliminar
  9. Hahahhahahha é sinal que são mulheres de personalidade forte que deixam os gajos a regular mal da pinha. beijo Bêzita.

    ResponderEliminar
  10. Eheheh, imagino a cena! Olha que um colega meu até vomitou no jantar quando a namorada o apresentou à familia...o pânico!
    Beijinhos,
    Sofia

    ResponderEliminar
  11. No meu caso, a "aprovação" passa por CINCO irmãos... Daí já ter desistido :D!

    ResponderEliminar

Aceitam-se elogios, críticas, gargalhadas, lágrimas, sorrisos e afins