8 de julho de 2011

A minha pequena pancada



Ontem conversava com duas colegas de trabalho sobre óculos, enquanto comparávamos e experimentávamos os óculos de cada uma (óculos de ver, leia-se). Enquanto isso, eu confessava-lhes timidamente que, quando era criança e os meus olhos funcionavam a 200% (que saudades), o meu sonho era usar óculos. A sério que sim. Experimentava os da minha avó e ficava toda contente, vá-se lá saber porquê. Apenas para saber que uma das minhas colegas sonhava poder partir uma perna porque o sonho dela era andar de muletas e a outra, que tem os dentes mais direitinhos que possam imaginar, andava com um ferrinho na boca, porque adorava ter que usar aparelho. E concluí que afinal estas pancadas devem ser mais comuns e variadas do que eu imaginava. Por isso, fica a pergunta, qual era a vossa? Quero saber tudinho!

20 comentários:

  1. Bem, em relação aos óculos, como comecei a usá-los desde os seis anos, nem sequer tive tempo para desejar usá-los um dia mais tarde.

    Quando somos crianças, não temos muito esta noção, mas já os adultos que desejam usar óculos só porque é fashion, deviam pensar um pouco mais e perceber que há pessoas que os usam porque tem de ser e porque têm um defeito de visão.

    A tua colega queria partir uma perna? Ai credo!
    Eu cheguei a achar piada às cadeiras de roda mas nunca, nunca desejei que me acontecesse algo que me levasse a precisar de uma delas.

    bjinho

    ResponderEliminar
  2. Não sei se isto conta. Mas eu gostava imenso de poder ir aos hospitais, porque queria ser médica. Não sonhava ficar doente ou isso, mas simplesmente gostava de lá ir e sonhava entrar numa sala de operações. Estúpido, não é? Agora quem me dera fugir deles, pelo menos sendo eu a paciente, ou amiga de pacientes!

    ResponderEliminar
  3. Ups li agora o seu post anterior., Foi a primeira vez que visitei este blog e comecei logo por ler este post. Peço desculpa pelo meu comentário, não conhecia a sua situação. Peço mesmo imensa desculpa! Espero que tudo lhe corra bem, certamente correrá.

    Força :)

    ResponderEliminar
  4. Também eu fiquei muito contente quando soube que tinha de usar óculos! :D

    Tinha oitos anos, andava na 2.ª classe, e depois de a professora alertar a minha mãe de que eu me debruçava demasiado sobre os livros, lá fui eu médico e comprei uns óculos muito catitas. Ainda os guardo religiosamente.

    (In)felizmente, já na próxima 2.ª feira, vou ser operada aos olhos, pois a miopia tem aumentado de forma galopante. Deixarei de usar óculos, a não ser os de sol, que estou ansiosa para comprar...

    Sem ser isso só mesmo o pulso esquerdo partido por duas vezes (sou canhota) e confesso que me soube bem ser o alvo das atenções. :P

    Beijinhos, Bê! Obrigada por voltares. (: *

    lady hélène ( missingmywonderland.blogspot.com )

    ResponderEliminar
  5. eu também queria usar óculos. quando tive de os usar mesmo (era pequenina, tinha 9 anos) fiquei toda contente mas passado uma semana já estava farta... lixei-me, porque afinal isto é para a vida inteira =p
    também punha um ferrinho nos dentes para brincar aos aparelhos LOL (mas thank God, os meus dentes são direitinhos)
    em miudos temos cada panca!... xD

    beijinho

    ResponderEliminar
  6. hahahaha é engraçado lembrar disso, muitas foram as minhas vontades, já tivesim vontade de quebrar um braço quando era pequenina, só p usar gesso e todos poderam por la assinar, ja tive também vontade de usar ocúlos mas assim que percebii que todos de minha família já usavam e que eu estaria próxima a precisar desisti num instante kkkk...

    Ótima sexta feira

    Bjsbjs

    ResponderEliminar
  7. Pois...a minha era igual: usar óculos! O meu pai chegou a retirar as lentes a uns óculos antigos para eu brincar com os mesmos. E que feliz que eu ficava!

    ResponderEliminar
  8. A minha era exactamente igual à tua. Infelizmente, tive mesmo de os usar... Beijinho*

    ResponderEliminar
  9. Fico muito feliz pelo teu regresso (adoro este espacinho) e quero que saibas que fico deste lado a torcer por ti e a enviar-te toda a minha energia positiva :)

    Quanto às pancadas eu, tal como tu, sonhava com uns óculos cor de rosa quando era criança, vá-se lá perceber porquê!!! Hoje tenho problemas graves de visão (praticamente só vejo de um olho) e daria tudo para deixar os malditos óculos e as malditas lentes.

    **Beijinhos**

    ResponderEliminar
  10. Muitos colegas e amigos me dizem o mesmo, que tinham vontade se usar óculos e aparelhos e eu que nunca andei virada para esses lados, já usei aparelho muitos anos na infância e mais tarde no início da fase adulta e agora lá tenho de usar os óculos :(
    Só me falta partir uma perna para ander de gesso e canadianas... lol
    Nem a brincar, ok?! kakakaka
    Beijinho e espero que a recuperação tenha sido boa, Bê!

    ResponderEliminar
  11. Anita - sem problemas querida, don't worry!

    ResponderEliminar
  12. Eu queria ser operada às amígdalas para poder comer gelados todos os dias, a todas as horas...Mudei de ideias quando a minha amiga foi operada e destruiu o meu sonho, ao dizer que doía tanto, que nem dava para comer gelados...

    ResponderEliminar
  13. Ah ah! Eu era Sapatos Altos:) Andava sempre com os da minha avó:)

    ResponderEliminar
  14. ahahah Não tenho desses desejos esquisitos...

    ResponderEliminar
  15. S* - eu tinha quando era criança! Agora não ;-)

    ResponderEliminar
  16. Eu queria à força toda usar gesso. Acho que nunca meti bem na cabeça que para isso era preciso partir algo, mas era uma coisa que queria muito...e porquê? Porque achava fixe ter um gesso todo rabiscado e com as assinaturas do pessoal da escola.

    O que é certo é que até hoje nunca parti nada...e ainda bem!

    ResponderEliminar
  17. Ai que vergonha... eu queria ser loira e chamar-me ana =P E queria muito ter o cabelo espigado (porque toda a gente tinha e eu não ) aiaiai

    ResponderEliminar
  18. Ahahah.
    O meu era andar com o braço com gesso e de muletas. Do gesso livrei-me, mas as muletas qnd tive que carregar o meu peso (sempre bem pesado) passei a odiar o simples facto de ter que me deslocar sem colocar o pé do chão.
    Já se diz por aí "Cuidado com o que desejas!"

    ResponderEliminar

Aceitam-se elogios, críticas, gargalhadas, lágrimas, sorrisos e afins