2 de outubro de 2011

Das coisas que me fazem feliz...

Ontem trouxe estes 3 meninos para casa:








Quais roupa, calçado, acessórios ou maquilhagem - que compro e gosto, claro que sim, mas eu fico mesmo feliz é quando olho para a pilha crescente de livros por ler cá em casa e imagino as horas de prazer que ali estão à minha espera. Consigo entrar numa livraria e agarrar-me logo a três ou quatro tipo lapa, sem os quais a minha vida deixa de fazer qualquer sentido. Acho que até beicinho faço, se estiver naquela fase menos abonada do mês e tiver que optar por apenas um. São o meu vício, que não consigo descrever em palavras. É que não me dão dinheiro, mas fazem de mim uma pessoa muito mais rica...

12 comentários:

  1. Eu percebo muito bem porque sou igual... Mesmo estando a ficar sem espaço para eles :)

    ResponderEliminar
  2. Invejo-te por poderes dedicar-te a esse tempo tão rico!

    ResponderEliminar
  3. como eu te compreendo :) também adoro comprar livros, ler, ter a estante cada vez mais recheada... :)
    p.s - já li o primeiro. gostei :)

    ResponderEliminar
  4. Partilho exactamente do mesmo sentimento =).

    ResponderEliminar
  5. Tens razão Bê.... ler é um prazer incomparável. beijo

    ResponderEliminar
  6. Partilho desse saudável vício! E nunca desejaste esquecer que leste um livro para voltar a lê-lo e experimentar novamente todas as sensações que viveste? :)

    ResponderEliminar
  7. Dexter...já escrevi isso uma vez, depois de ler o Cem anos de Solidão, do Grande gabriel Garcia Marquez e fica essa sensação a cada livro que me arrebata :D

    ResponderEliminar
  8. Hemingway! Só pode ser fantástico.

    ResponderEliminar
  9. Sem qualquer dúvida. Os sapatos, malas e afins são passageiros, o prazer de um livro pode ser para sempre. Quer dizer, até o Alzheimer atacar...

    Beijoca!

    ResponderEliminar
  10. Excelentes leituras, não sei sinceramente qual dos livros irás gostar mais!
    Beijinhos da tua nova seguidora :)

    ResponderEliminar

Aceitam-se elogios, críticas, gargalhadas, lágrimas, sorrisos e afins