8 de dezembro de 2011

A minha vida com os gatos

‎4 dias foi o tempo que a minha, já de si bem pequena, árvore de Natal aguentou de pé, antes de um ataque feroz de duas gatas que, por momentos, devem ter pensado que estavam em plena floresta...O saldo até nem foi mau, considerando que, em anos anteriores, deve ter aguentado uns 4 minutos, antes de ter bolas, pinhas, estrelas, anjinhos e bonecos de neve espalhados pela casa e fitas a sair da boca de um dos gatos (este ano não há fitas para ninguém, foram todas despachadinhas, que aquilo não era bonito de se ver). Já troquei por uma pequena para a desgraça ser menor, mas os estragos estão à vista: ficou irremediavelmente torta. Os pais Natal também andaram a passear e um dos reis magos andou a ser atirado ao ar e a servir de bola. Estou sempre na expectativa de o menino Jesus ir parar à barriga de um deles e depois...à caixa da areia. Agora é ver quanto tempo duram os embrulhos e as fitinhas, mas vamos já avisando família e amigos que, o mais certo, é receberem as coisas ligeiramente amachucadas.  


8 comentários:

  1. Estou a padecer do mesmo sofrimento...Uma hora e meia depois de ter montado a minha árvore e já a tive de levantar do chão duas vezes :(

    ResponderEliminar
  2. ainda nem tinha pensado nisso, este é o primeiro natal com felinos cá em casa, ME DO do que eles possam fazer à minha arvorezinha (a minha mãe dá lhe um ataque se ele destrói a sua beldade de decoração natalícia)

    ResponderEliminar
  3. tanto que eu conheço este filme... este ano ja fiz a arvore de Natal nove vezes...

    ResponderEliminar
  4. Os gatinhos não conseguem participar financeiramente, dão o seu toque com personalização dos presentes:P

    ResponderEliminar
  5. Que engraçado! Mas os gatos são mesmo assim!

    Tive um gato com o rabo que parecia um gancho e houve um ano que achou que seria boa ideia trepar à árvore de natal (como se fosse uma das macieiras do jardim) e acabou pendurado pelo rabo. O meu pai é que teve de o tirar de lá. Quanto às personagens do presépio, estavam sempre caídos e fora do sítio! eheh

    bjinho

    ResponderEliminar
  6. ahahah omeu gato era igual. Trepava pela arvore acima e era ate tombar, depois deliciava-se a atirar as bolas às paredes.

    ResponderEliminar

Aceitam-se elogios, críticas, gargalhadas, lágrimas, sorrisos e afins