3 de fevereiro de 2012

Das cartas...

Tenho uma caixa bem cheia de cartas de amor, que o P. me escreveu quando foi para a Alemanha, durante 5 meses. Foram as cartas que me alimentaram durante esse tempo em que a saudade quase me consumia a alma. Que me ajudaram a manter a serenidade que podia ter-se evaporado por causa dos milhares de km que nos separavam. Que me permitiram receber muito do seu amor a cada palavra, a cada linha e perceber o quanto eu lhe fazia falta - tal como ele a mim. Porque além do telefone e da internet, ele entregava o seu coração em cada uma dessas cartas, que eu guardo como se de uma jóia se tratassem, porque para mim, é isso que são e não têm qualquer preço. São as cartas que espero, um dia, poder mostrar aos meus filhos, sobrinhos e netos, para que saibam que este sentimento que nos une ultrapassa qualquer barreira, mesmo a da distância, tão difícil de aguentar. Ele guarda também as minhas algures, assim como folhas e folhas de papel, escritas com as mensagens que eu lhe enviava para o velhinho telemóvel, sem capacidade para guardar tantas palavras. Eu guardo o meu velhinho telemóvel, porque está carregado com tantas e tão belas mensagens de amor.
Hoje não escrevemos cartas, mas muitos postais e bilhetes que espalhamos pela casa, com mensagens cheias de significado. E o que eu gosto destes registos assim, no papel, tão mais românticos...Porque em algumas coisas, ainda sou uma menina à antiga. E esta é uma delas... 

11 comentários:

  1. É lindo de ver que ainda existem amores assim .:)

    ResponderEliminar
  2. Hooo... que fofo, também sou muito assim em algumas coisas. :) kiss

    ResponderEliminar
  3. Que lindo! Hoje entendo como a distância atrapalha e faz sofrer, meu s2 e eu estamos separados por Estado, e se fosse por Pais como o teu imagino que a dificuldade seja triplicada, bonito tudo resistir mesmo a distância!
    Ótimo final de semana e que esse amor seja sempre lindo
    =)
    http://flordelis02.blogspot.com

    ResponderEliminar
  4. que bonito :) eu estive cerca de três meses longe do meu namorado, mas estávamos juntos ao fim de semana. mas realmente, passar por uma distância assim e o amor viver só prova que o sentimento é verdadeiro :) guarda-as bem Bê :)

    ResponderEliminar
  5. Adoro cartas! Também eu estive separada durante 5 meses do meu princípe, mas infelizmente ele diz que não é dado à escrita...
    Durante os nossos dois anos e meio de namoro eu já lhe escrevi umas quantas cartas (mesmo que fossem para ser dadas em mão), ele só me escreveu uma e enviou-ma por email, por isso não é a mesma coisa...

    ResponderEliminar
  6. Eu adoro quando o meu amor escreve recadinhos em pacotes dde açucar :D

    ResponderEliminar
  7. Isso é tão bom... essas recordações...

    ResponderEliminar
  8. Acho que há coisas que não se deviam perder no que toca ao romantismo, e esta é exactamente uma delas. Especialmente hoje em dia, com tantos meios disponíveis para fazer chegar a mensagem.

    Reconheçamos que não há nada como ver que a nossa pessoa "perdeu" tempo connosco...

    ResponderEliminar
  9. Tb tenho pena que se tenha perdido esse costume.Era tão bom receber uma carta!

    ResponderEliminar

Aceitam-se elogios, críticas, gargalhadas, lágrimas, sorrisos e afins