13 de novembro de 2012

Coisas que não se devem dizer #1

Nunca dizer a alguém que sofre de infertilidade- “Porque não adoptam?”.

Adoptar não é uma forma de remediar um problema difícil sem solução à vista. Não pode nunca ser uma segunda escolha, a última alternativa. Adoptar tem que ser algo que se quer e se faz de coração e de alma, independentemente das barreiras, dos obstáculos, dos problemas e vivências que se nos deparam e sempre sabendo que ao fazê-lo, estamos de facto a ter um filho, que vamos amar incondicionalmente desde o primeiro momento, aconteça o que acontecer. Não pode nunca ser equacionado, porque alguém achou que seria a forma perfeita de ultrapassar os tentáculos persistentes da infertilidade. E quem vive com este problema, deve lutar enquanto as forças o permitirem e a ciência deixar.



Nota: Desde muito cedo que faz parte dos meus planos adoptar. Mas o meu plano sempre foi primeiro ter um filho biológico e depois um filho adoptivo e enquanto acreditar que posso ser mãe biológica, vou manter-me agarrada a este plano.

15 comentários:

  1. Sim, depois de ler o que escreveste, faz todo o sentido. Mas nunca tinha pensado nisso e parece-me uma coisa que a maioria das pessoas diria numa situação dessas a outra (talvez eu também incluída) :/

    ResponderEliminar
  2. Oh Cat, eu própria no passado disse provavelmente muitas das coisas que não se devem dizer. Mas quando as vivemos, vemo-las com um olhar diferente. Mais sensível, mais crítico, mas também mais emocional e um casal enquanto está "na luta" quer acreditar que é possível e quer que os outros acreditem também, não que arranjem alternativas.

    ResponderEliminar
  3. Tens toda a razão. E quando dizes que o casal quando está na luta quer acreditar que é possível é bem verdade. Porque se deixarem de acreditar deixa de fazer sentido. Nós acreditamos e conheço muitos casais que em situações muito adversas continuaram acreditar. Vocês acreditem e nós deste lado acreditamos em vocês.

    ResponderEliminar
  4. Eu já tinha pensado nisto e também concordo que adoptar somente faz sentido assim, por se querer, e não por esgotamento de todas as horas hipóteses. Ainda que muitas vezes, a adopção só seja sequer uma hipótese quando isso acaba por acontecer.

    ResponderEliminar
  5. o teu post faz todo o sentido. realmente, só quando se passa pelas situações se pode falar com clareza. força nesta tua luta, espero mesmo que um dia tu e o P. consigam vencer (tenho fé que sim). beijinho

    ResponderEliminar
  6. Cada vez mais, acho que quem não sabe não deve falar...
    Dói só de ouvir: "adoptar"!
    Bjo*

    ResponderEliminar
  7. Adoptar deveria ser uma vontade, não uma forma de substituir um filho biológico que não se pode ter. Não digo que não seja válido adoptar como forma de remediar o problema, mas acho que é capaz de ficar sempre aquele vazio... força querida.

    ResponderEliminar
  8. Concordo contigo! A adopção não deve ser uma segunda alternativa. Eu quando ainda sonhava, sim porque neste moemtno este meu tipo de sonhos esfumou-se por completo gostava de ter filhos, mas gostava de adoptar também uma criança... acho que tinha amor para todos! :p...mas pronto no estado do país já só penso em manter o meu trabalho :(

    ResponderEliminar
  9. Sei tão bem o que isso é... mas tão bem...

    Não desistas, a ciência é a nossa grande aliada.

    Hoje tenho o meu milagre depois de tantos tantos anos de luta, e é tão especial :)

    Força

    ResponderEliminar
  10. E não percas a esperança querida. O teu dia vai chegar! E a minha posição para com a adopção é exactamente a mesma.

    ResponderEliminar
  11. Olá Bê, queria-te enviar email, mas não o encontro. Bjs

    ResponderEliminar
  12. Fé, coragem e determinação.

    A Ciência fará o resto... E eu ACREDITO que sim :).

    Beijos!

    ResponderEliminar
  13. Concordo plenamente contigo. Força!

    ResponderEliminar
  14. Tenho a certeza que as pessoas o dizem com a melhor das intenções, e porque gostam e se preocupam contigo. Eu própria o diria (nunca me passou pela cabeça que podesse magoar) mas vou concerteza tornar-me mais cuidadosa... desejo-te muita muita sorte!!! Lembra-te que quando tiveres uma criança em casa, o teu pai ganhará eternamente o desafio literário ;)

    ResponderEliminar

Aceitam-se elogios, críticas, gargalhadas, lágrimas, sorrisos e afins