7 de novembro de 2012

Vizinhos do meu coração

Adoro de paixão os vizinhos que deixam consecutivamente os seus cães fazerem o belo do cocozinho mesmo mesmo junto à porta do meu prédio. Fico sempre dividida sobre se o melhor momento do meu dia é logo pela fresquinha, quando ainda meio ensonada e sempre apressada, faço autênticos malabarismos para não me esparramar em cima deles, ou ao fim do dia, quando chego cansada e ansiosa por um banho quente e quase me escapa a obra de arte, por conta da escuridão outonal.

9 comentários:

  1. Eu acho que o momento da manhã tem mais magia!Só mesmo pelo malabarismo...

    ResponderEliminar
  2. Maltinha dessa, infelizmente, não falta por aí...
    Beijinho!


    oneplustwoblog.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  3. Sim, dá vontade de lhes pôr um presentinho na caixa do correio ou, sei lá, fazer-lhes chegar uma encomendazita a casa à hora do jantar...:)

    ResponderEliminar
  4. Se souberes quem são, nada com apanhares com um saquinho e pores na caixa do correio de cada um com um bilhetinho "isto é seu".
    Eu cá fazia!

    ResponderEliminar
  5. badalhoquice... eu detesto quando isso acontece...e eu fazia o que a sexo e a idade disse :)

    ResponderEliminar
  6. Se souberes quem são vai falar com eles e mostrar que isso te incomoda. Eu andava irritada com algumas atitudes de uns vizinhos e quando fui lá resolvi a questão. Resultado, deixei de andar incomodada com aquilo.

    ResponderEliminar

Aceitam-se elogios, críticas, gargalhadas, lágrimas, sorrisos e afins