23 de janeiro de 2013

E que o dia de hoje passe depressinha...

E quando lerem estas linhas estarei a preparar-me física e psicologicamente para ir fazer aquele que é para mim o mais temido dos exames. A ressonância magnética. Vá que, sendo pélvica, fico com a cabecinha de fora, mas sendo eu a pessoa mais claustrofóbica de todo o sempre, asseguro-vos que é das coisas mais complicadas para mim e olhem que para a semana espera-me uma colonoscopia e já fiz outros tantos que fisicamente são bem dolorosos (com a dor posso eu bem, agora enfiem-me num espaço apertado e é ver a mais triste alminha). É que só de me imaginar na máquina, quase que se me falta o ar e um mundo de acontecimentos potencialmente trágicos e improvavelmente possíveis enche a minha já de si muito fértil imaginação. Tanto que os pesadelos começaram há dois dias já que, conscientemente me esforcei por nem me lembrar da coisa. E nos meus pesadelos tudo acontece...
6H de jejum e um medicamento para lá de detestável e aqui vou eu, com a esperança de não me dar nenhum fanico. E não me venham com a converseta de que sou psicóloga e bla bla bla, que não só eu sou da área social (e não clínica, portanto) como tenho direito às minhas fobias, como o mais comum dos mortais.
Até já pequenos!

18 comentários:

  1. Espero que corra tudo pelo melhor. Força!

    ResponderEliminar
  2. Essa que vais fazer outra vez, também já fiz (estive mais de uma hora lá dentro) e custou-me horrores... Agora que tenho de fazer uma ao crânio, estou em stress.

    Coragem babe!

    Ass.: outra claustrofóbica

    ResponderEliminar
  3. La vou eu dizer aquilo que toda agente diz, tens de ter calma. somos chatas e repetitivas mas é verdade. Eu já fiz uma ressonancia à cabeça e não é nada bonito não senhor, faltou-me logo o ar. Mas é daquelas coisas, tem que ser e tem... e já que tem de ser o melhor é irmos de boa vontade e descontraidas. É bem mais facil. Vá não tejas stressada nem nervosa, afinal a ressonancia não doi nada :)
    Tudo de bom para ti Bê

    ResponderEliminar
  4. Nunca me enfiaram dentro duma maquineta dessas, mas eu também sou um bocado claustrofóbica e não sei se conseguia ser forte como tu, acho que começava aos guinchos e não sei mais o quê... Mas vá, é só um bocadinho e é rápido, ainda por cima com a cabecinha de fora :)

    ResponderEliminar
  5. quando receberes este meu beijinho já faz tudo parte do passado.

    BEIJO GRANDE

    ResponderEliminar
  6. Bom, no contraste administrado numa tac sentirias um calor numas partes complicadas ;) Na ressonância o pior é mesmo o tempo de estar quieta.
    Que corra tudo bem. beijinho

    ResponderEliminar
  7. Também não gosto de ficar fechada e tive mais pânico da ressonância magnética do que era preciso. Passou num instante.
    Vai correr tudo bem :)

    ResponderEliminar
  8. Vai correr tudo bem... tenta manter a calma ;)

    ResponderEliminar
  9. Boa sorte e pensa que estás a acampar, dormindo num saco-cama só com a cabeça de fora! beijoca!

    ResponderEliminar
  10. Muita força, queremos saber-te bem.

    ResponderEliminar
  11. A cabeça não ficou de fora. Apenas ficou perto da abertura. Morri um bocadinho naquele momento e nos 30 minutos que se seguiram. Mas estou de regresso!

    ResponderEliminar
  12. o meu pai uma vez fez à coluna e ia-lhe dando um fanico. há coisas que não controlamos, mas de facto os exames têm de ser feitos... espero que tenha corrido tudo bem *

    ResponderEliminar
  13. Bom regresso Bê. E se apetecer, deixei um desafio no meu canto. Beijinhos

    ResponderEliminar
  14. Querida Bé certamente vai correr lindamente, eu tive de fazer um á cabeça, tomar um liquido que nos preenche o cerebro para que depois a máquina consiga ler todos os espaços, e tive de estar completamente imovel por 20 minutos, quando estava lá tinha frio, comichões e coisas assim parvas que como deve calcular não ajudam muito e sabe correu rápido e bem, graças a Deus. Por isso acredte estar com a cabeça do lado de fora é meio caminho andado para correr bem, não se vai sentir tão clastrofobica, vai ver. Espero que no fim lhe deem bons resultados.

    ResponderEliminar
  15. Já vi que estás de volta e que correu "bem" dentro do possível. Também já fiz uma à zona mandibular (cabeça portanto) e para além de estar enfiada naquela coisa que mais parece um caixão ainda tive que aguentar com uma coisa que me fazia ter a boca aberta. Toda eu transpirava de stress e olha que não sou muito claustrofóbica. Agora tenho que fazer uma endoscopia e esse sim está-me a assustar.

    Um grande beijinho

    ResponderEliminar

Aceitam-se elogios, críticas, gargalhadas, lágrimas, sorrisos e afins