1 de fevereiro de 2013

Psicólogos da blogsfera, chamados à recepção


Clicar na imagem para ler

Eu cá não sou psicóloga clínica (sou da área social/educacional) e fui até uma excelente aluna a filosofia nos meus tempos de estudante, que já lá vão. Contudo, não consigo imaginar como uma consulta de filosofia pode substituir a psicoterapia. Se alguém por aí souber, estejam à vontade para me elucidar. Agradecida.


Nota: Já não bastava serem os licenciados em filosofia a dar psicologia nas escolas, muitas vezes sem preparação, sem vontade, sem motivação, agora ainda querem substituir os psicólogos na psicoterapia. Este mundo está perdido...

16 comentários:

  1. Oi?? O que é que a filosofia tem a ver com a Psicoterapia? Desconheço tamanha ligação...

    **
    Perturbações de Amor

    ResponderEliminar
  2. Que palhaçada. Estou incrédula.

    ResponderEliminar
  3. Também não sou de clínica embora tenho sido a minha melhor nota. Também não entendo mas já não basta eles darem psicologia no secundário?!

    ResponderEliminar
  4. Sandy, nem mais. É algo que continua a acontecer e simplesmente não se entende que um psicólogo não tenha habilitação para a docência da disciplina de psicologia, mas um licenciado em filosofia tenha. Eu tive uma professora de psic. amorosa no secundário, que dava as aulas completamente colada ao livro. E assim continua, mesmo tendo nós uma ordem que deveria defender os nossos direitos.

    ResponderEliminar
  5. Já é mau demais serem os de filosofia a darem psicologia nas escolas, agora substituir a psicoterapia?? Está tudo louco?? O país vai de mal a pior :/

    ResponderEliminar
  6. Não é uma assunto totalmente novo. Não é frequente aqui em Portugal ou na Europa, tanto quanto sei, mas nos EUA o aconselhamento filosófico, como lhe chamam, já é praticado há pelos menos uma década como complemento á psicoterapia e aos fármacos ou mesmo até em substituição dependendo dos casos. Há um livro muito interessante que é a base deste tipo de prática, foi dos primeiros sobre este tema a ser publicado, que é "Mais Platão, Menos Prozac!" do filósofo Lou Marinoff http://www.wook.pt/ficha/mais-platao-menos-prozac-/a/id/47020. Eu não sou formada em nenhuma das duas áreas mas acho que este tipo de prática pode vir a ser uma grande ajuda para os distúrbios psicológicos ou até já poderia ser, se pelo menos fosse mais divulgada. Muitas vezes a abordagem da medicina tradicional (psiquiatria) passa muito pela toma de fármacos (ainda que não seja o caso da psicoterapia) e se pensarmos um pouco não há medicamentos que curem os problemas da "alma" pois os traumas ou quaisquer outras razões que lhes deram origem continuam lá e para ultrapassá-los é preciso enfrentá-los, compreendê-los e é aí que a filosofia do quotidiano pode ajudar. É uma importante hipótese a considerar no tratamento desse tipo de problemas.

    Sílvia

    ResponderEliminar
  7. Babe a Confraria da Gataria vai deixar de existir manda-me um email para confrariadagataria@gmail.com para te dar o novo endereço. Já andei aqui à procura mas não encontro o teu mail em lado nenhum :-/

    ResponderEliminar
  8. Sílvia, não querendo retirar valor à filosofia e não dando valor à revista, que não leio, o que me tira do sério é o título que afirma a substituição da psicoterapia pelas consultas de filosofia.

    Dinona: paudecanelaementa@gmail.com!

    ResponderEliminar
  9. Não vou entender estas trocas e baldrocas.

    ResponderEliminar
  10. Sandy:
    ... até porque não há Psicologia noo 3ºciclo!

    ResponderEliminar
  11. Bê, explica lá que palhaçada é essa? consulta de filosofia?
    Eu sou de clínica, e atendo os meus consulentes em consulta de psicoterapia, não entendo que tipo de recursos / estratégias terapeuticas / tarefas terapeuticas lhes possa fornecer uma consulta de filosofia... looooooollll.

    ResponderEliminar
  12. Não sei até que ponto a filosofia poderá ter interesse nessa área, mas definitivamente as duas juntas poderão fazer algo

    ResponderEliminar
  13. Just me, como complementares sim. De acordo. Agora o título refere em promessa de subsitutição de e isso não me faz sentido.

    ResponderEliminar
  14. Ainda bem que tinhas boa nota a Filosofia !!Eu cá achava uma valente seca (sou mais da área de saúde)... Para mim, Psicoterapia é como um Complemento á Medicina Convencional. Não vejo a Filosofia a ajudar na reabilitação de alguém !!! Mas já estou como o Sócrates, "só sei que nada sei"!! EHEHEHE beijoca

    Pipa

    ResponderEliminar

Aceitam-se elogios, críticas, gargalhadas, lágrimas, sorrisos e afins