19 de maio de 2013

O dia hoje será assim...

 
Eu queria muito dizer-vos que hoje era dia de agarrar no expresso e na vogue e correr até um fantástico bar de praia daqueles que aparecem nas revistas e nos anúncios de tv e onde o café queimado custa 2€, ou que ia tomar um brunch absolutamente fantástico num qualquer local famoso e digno de referência na blogosfera de alta rodagem, ou que ia fazer comprar em lojas para lá de in, com o mais que tudo, feliz e contente, ou passar o fim-de-tarde, junto ao Tejo, a beber margaritas em copos coloridos e elegantes, com um pôr-do-sol digno de partilhar no instagram. Mas a verdade é que vou ficar por aqui, de roupa de trabalho (calças velhas e t-shirt larga), muito anti-histamínico no bucho, a limpar o palácio. E isso torna-me azeda. Muito. Que eu adoro uma casa limpa, cheirosa e organizada, mas fico um estupor impossível de aturar com o trabalho que tenho para lá chegar. Por isso aproveito as idas do homem ao futebol. Para o bem da nossa relação. Porque ele até participa nas tarefas, mas isso não chega para me tornar menos amarga. Quando ele chegar já eu terei tomado um banho longo e quente, arranjado as unhas e colocado uma roupa toda gira e a indisposição de quem passou um dia entre panos e detergentes, já terá ido pelo cano. E é isto.

12 comentários:

  1. LOL és demais. Então e esse glamour blogosferico??! LOL

    Beijo

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Perco o glamour assim que pego no pano do pós ;-)

      Eliminar
  2. ah a vida glamourosa de uma dona de casa. Percebo-te bem, principalmente quando tenho uns himalaias de roupa pra passar a ferro :(

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Esse problema não tenho! Cá em casa cada um passa a sua!

      Eliminar
  3. Pois é uma pena que assim seja. Pelos vistos mesmo que o marido "ajude" nas lides domésticas continuas a ser tu a ter que fazer tudo aí em casa. Se ambos trabalham porque é que ele vai para o futebol e tu é que ficas em casa a trabalhar?? Ai a condição feminina!! Não passas de uma empregadita dele....uma desilusão.....

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caro anónimo/a. Agradeço a preocupação com a dinâmica familiar do Cantinho. Mas asseguro-lhe que não há necessidade. É que, como referi, o Homem do cantinho não ajuda, participa, tal como eu, o que é completamente diferente. Veja só que passa a roupa a ferro e cozinha todos os dias. E ainda faz umas outras coisas, quando não está no seu segundo trabalho, que é o futebol (sim, não vai por lazer, mas sim porque, além de gostar, é pago para tal). Por isso, se quando eu limpo a casa sozinha (o que acontece por opção minha, porque gosto das coisas á minha maneira), sou a "empregadita" dele, ele é o meu cozinheiro particular todos os dias da nossa vida. E somos felizes assim. Pode ficar descansado/a.

      Eliminar
  4. Não desperdices teclado a responder, Bê. No meu caso é a minha jove que trabalha muitas vezes ao FDS, deixando-me uma lista das coisas que é para fazer, isso nunca me fez sentir empregadito dela, mesmo que algumas das tarefas as faça a praguejar entre dentes... Beijoca!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. foi só uma respostazinha para descansar o anónimo. Já pode dormir descnsadinho. De resto, por aqui é igual Rafeiro. Por vezes também trabalho ao fim de semana e quem faz tudo é o Homem do Cantinho. É assim mesmo que deve ser :)

      Eliminar
  5. E as alergias, os espirros? Como te entendo...

    ResponderEliminar
  6. onde eu trabalho o café custa 3,50...

    ResponderEliminar
  7. Ai mulheres! Eu também sou como tu. Mais vale ele estar longe e eu fazer sozinha, é mais seguro e saudável :P

    ResponderEliminar

Aceitam-se elogios, críticas, gargalhadas, lágrimas, sorrisos e afins