23 de junho de 2013

Além Tejo

Pelos verdes dos montes me perco, a contrastar com as searas solitárias ou a frescura das águas. O cheiros, os sons, as cores, a alma, tudo difere da minha vida citadina de todos os dias. Por isso e muito mais, vale sempre a pena regressar ao meu Alentejo.
Aqui ficam alguns momentos:
 
 A piscina da casa onde ficamos sempre
 Um cantinho delicioso, para os fins de tarde
 A vista através de um limão
 Pôr-do-sol no monte...
 Uma das muitas praias de Porto Covo
 Tobias a ser muito feliz no Alentejo
Tobias a fazer-me companhia nestes dias de recuperação. Dorme assim, a tocar o meu braço, como quem transmite carinho curador...

2 comentários:

Aceitam-se elogios, críticas, gargalhadas, lágrimas, sorrisos e afins