9 de novembro de 2014

Pedido de ajuda - notícias

Meus queridos,
Antes de mais agradeço por esta onda de solidariedade que me encheu o coração de carinho. Foram tantas as partilhas e as palavras de alento, que sei que não estou sozinha nesta luta.
Infelizmente não tenho boas notícias. A menina preta não resistiu e acabou por partir na sexta. A Preta e Branca, a minha menina meiga e doce, acabou por ser abatida na sexta-feira à noite, enquanto fazia ronron agarrada à minha mão. Foi das decisões mais difíceis que tomei, mas foi em consciência, com certezas médicas de que estava em sofrimento e sem quaisquer hipóteses. Neste momento está num lugar melhor, a que gosto de chamar o céu dos gatos. Onde há sempre comida, borboletas para perseguir e lugares quentes e fofos para dormir.
As duas outras meninas, a Tigrada e a Farrusca, são as boas notícias. Estão neste momento em FAT (família de acolhimento temporário, neste caso mesmo muito temporário), porque apresentaram melhorias significativas, embora estejam sobre vigilância apertada, a fazer medicação e com consultas marcadas para os próximos dias. Não quero, de forma alguma, devolvê-las à rua. É nelas que se concentram agora as minhas forças. E nos gatos que continuam na rua, cerca de 8. Andaram desaparecidos durante dias, como se se estivessem a proteger. Começaram a aparecer aos poucos, com sinais de que tudo está bem. Têm camas novas, pratos novos e vários pares de olhos atentos, para que, ao mínimo sinal de alerta, sejam encaminhados para o veterinário. Mas pensamos que está tudo controlado. Quero acreditar que sim.
Até ao momento os gastos vão em 415€. Sem contar com alimentação e consultas futuras que as 2 meninas em FAT vão necessitar. Tivemos, até ao momento, transferências no valor de 192,26€, que eu agradeço do fundo do coração. Pessoas que por aqui me enviaram e-mails, pessoas que pelo facebook responderam ao meu apelo. Vozes silenciosas e bondosas que fizeram desta causa, a vossa causa também. Bem sei que são tempos de crise e ver a forma como estão a ajudar é comovente. Grata por tudo. E grata aos que já avisaram que não foi possível transferir até ao momento, mas que o vão fazer. Caso sobre algum dinheiro, depois das meninas tratadas e alimentadas, o mesmo será doado a uma instituição de apoio aos animais. Penso ser uma causa de todos nós.
Deixo-vos com as fotos das duas meninas, de 8 meses e mês e meio, que precisam agora, urgentemente, de um lar. Um lar sem gatos, já que não há garantias de que não seja portadoras do virús que matou as outras bebés. Serem portadoras pode significar não ter a doença activa, mas poderem vir a necessitar de um maior acompanhamento veterinário.
A todos, os que doaram, os que comentaram, os que partilharam, os que me acompanharam, um grande grande beijinho de agradecimento.
 

 
As meninas agradecem também❤❤❤
 
 

1 comentário:

Aceitam-se elogios, críticas, gargalhadas, lágrimas, sorrisos e afins