31 de maio de 2016

Na luta com a balança

Pois é, depois de há uns dois anos ter perdido 10 kg com moderação, mantendo uma alimentação saudável e apetitosa, esta semana confrontei-me com a balança, apenas para ela me debitar o que eu já sabia: +3 kg do que há uns meses atrás. Tinha perfeita consciência disso. Desde que comecei neste trabalho mais recente, onde passo mais tempo sentada, onde muito do trabalho é feito no pc e em reuniões longas, muito longas, tenho-me tornado menos cuidadosa, o que equivale a dizer, mais gulosa. Não ajuda haver um bar no edifício onde o pão é maravilhoso, onde os bolos são óptimos e onde há chocolates, dos bons. As idas ao parque também foram ficando para trás, ora porque chovia, ora porque chegava tarde, ou estava cansada e mimimi que isto das desculpas já se sabe que sou exímia. Mas aqueles 3 kg a mais deixaram-me chateada comigo mesma. Por isso, desde ontem que entrei em regime, o que eu chamo de cuidados alimentares, que não posso chamar dieta a uma coisa muito minha. Já cortei nos hidratos à noite, já cortei no pão (e bolos, claro!) e ando cheia de fruta e iogurtes atrás, para me ir saciando quando se me dão aquelas vontades loucas de me agarrar a um chocolate ou a um palmier simples, ou um donuts, ou uma bola de berlim, que na verdade não sou assim tão esquisita, apenas não sou fã dos bolos com chantilly. 

Um dos meus truques, quando me dá uma daquelas vontades tresloucadas de comer doce, é um pudim super fácil, saudável e rápido de fazer e que leva um dos ingredientes que mais adoro para me sentir saciada: aveia. 




A receita é mesmo muito simples: 
  • uma banana;
  • um ovo;
  • canela a gosto (eu adoro e ponho bastante, sendo a canela um excelente acelerador do metabolismo e por isso um aliado nestas coisas de perder peso);
  • três colheres de sopa de flocos de aveia. 
É só misturar tudo muito bem, tendo o cuidado de esmagar bem a banana e garantir que o ovo envolve bem os ingredientes. Vai ao microondas num copo durante dois minutos e depois é só desenformar e pode-se acrescentar mais fruta, doce (no meu caso evito, mas também fica muito bom), mel, frutos secos, enfim, o que entenderem. 
Ontem, depois da corrida, fiz para o P., esquisito nestas coisas dos alimentos saudáveis da moda, e ele gostou. Vamos por isso, durante a semana, substituir os nossos lanches de torradas e galões, por pudins saudáveis e iogurte. É um dos nosso momentos durante a semana, o lanche. De manhã não há tempo para o fazermos, ele nunca gosta de comer quando acorda, eu só consigo beber um copo de leite (de arroz ou aveia) e estou pronta para mais tarde me dedicar a um iogurte, fruta, chá, o que for. Por isso e como chegamos a casa sensivelmente à mesma hora, fazemos questão de nos sentarmos juntos, a lanchar e por a conversa em dia. Por vezes um de nós ou mesmo ambos, tem que se entregar ao trabalho depois, mas, aquele momento, é nosso e faz parte da nossa rotina. 

E desse lado, truques, receitas saudáveis, ingredientes saciantes que queiram partilhar? Não vale a pena o copo de água quente com limão, canela e afins logo pela fresquinha que é coisa para me deixar para lá de mal disposta. Para mim, ter cuidados, não é sacrificar-me com o que não gosto, mas dedicar-me ao que gosto. Só assim me mantenho bem comportada. 

14 comentários:

  1. Agora esse pudim fez-me rir... a minha mãe disse-me, no fim-de-semana, para fazer pudim de água, para matar a vontade de pudim. A gozar comigo, é o que é.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ahahah! Ai as mães, a minha deve ter um problema de visão porque cada vez que me vê diz-me que estou mais magra. Se assim fosse, já tinha partido desta para melhor :-)

      Eliminar
  2. Eu entendo porque apesar de não ter grandes problemas com o peso, fica sempre aquela sensação de desleixo quando não cuidamos de nós mesmas como deve ser. Mas também acredito (apesar de ser um clichet) que aprendemos com os nossos erros e que tudo se resolve com uma mudança de atitude e muita determinação!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A determinação é chave e felizmente essa eu tenho com fartura. A questão passa também pelo desleixo sim. Mesmo quando estamos bem e nos sentimos bem, devemos ter cuidado com o que comemos, porque faz de nós o que somos.

      Eliminar
  3. Estou contigo nessa luta. Muitos sumos de frutas e legumes e sopinhas das boas.Fruta durante o dia, para não ir a correr comer pampilhos!
    Ai, como te percebo!

    ResponderEliminar
  4. Nao acredito que tenhas ganho só mais 3 kgs...tens é vergonha de admitir :) nao tarda e ficas uma baleia

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Dizem que para o peso a mais há solução, já para a maldade gratuita...

      Eliminar
    2. Anónimo/a das 20h50, eu até nem iam responder, porque acho sinceramente que os seus comentários não merecem resposta. Mas a verdade é que respondo a praticamente a toda a gente. Já percebi que é a mesma pessoa que comentou com alguma maldade em alguns post's anteriores e digo-lhe já que não vale a pena gastar o seu tempo aqui, nem os seus dedos a escrever. Não me aquece nem me arrefece a sua opinião, os seus juízos. Até me ri com o comentário da baleia. E o que eu adoro baleias, de verdade. Mas não gosto de pessoas sem carácter, que debitam as suas frustrações em espaço alheio, por isso recomendo-lhe: seja feliz. Ao ser feliz, não sentirá qualquer vontade de tentar ferir os outros.

      Eliminar
    3. Anónimo das 09h22, eu recomendo uma boa dose de felicidade para acabar com a maldade, quem sabe resulta! ;-)

      Eliminar
  5. Gostei da receita... vou experimentar 😉

    http://avidatres.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  6. Não sou gaja de comidas saudáveis. Com muita pena minha e pouca força de vontade (também minha). Mas fiquei super curiosa relativamente a esse teu pudim. Vou ter de experimentar. São dois minutos na potência máxima?





    (já percebeste que não sou eu que vou partilhar truques e receitas saudáveis contigo, certo? mas olha que não é por mal. ;D)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Dois minutos na potência máxima! Mas é preciso gostar de aveia ;-)
      Quanto à falta de partilhas, sem problemas!

      Eliminar

Aceitam-se elogios, críticas, gargalhadas, lágrimas, sorrisos e afins