11 de setembro de 2016

Do amor pelos animais

Ontem foi dia de arranjar um lar para uma princesa gata, que agora tem uma família 5*. A pequena Jasmim, agora Yoko tem um lar como merece. Obrigada T.!
Dos gatos de rua que acompanho, sobrou este bebé que de um momento para o outro começou a perder peso (não o via há uma semana e entrei em choque quando o vi assim) e ontem teve que ser internado no hospital veterinário. Tinha lá estado com ele de manhã, para ser visto, medicado, desparasitado e de onde seguiu para FAT. Depois de o deixar no quentinho, numa casa segura e nas mãos maravilhosas de uma amiga que tanto tem feito também por estes pequenos, ela e o namorado deram com ele caído, inanimado. Uma história tão parecida com a do meu Malaquias (que contei algures por aqui), que, sem cabeça para mais, ficou registado como mini Malaquias (até porque no vet todos conhecem e se lembram bem do Malaquias). E é tb um bebé milagre como o meu doce amarelinho. Hoje fui visitá-lo na sua gaiola temporária, no melhor veterinário de sempre, fui dar-lhe mimo e receber ronrons que me souberam pela vida. Comeu, recuperou alguma força. Está ainda em risco de vida, mas a esperança é bem maior. Já reage, já come, já faz ronron. Tão gordinho e bonito que ele era e agora está assim...um pequeno gremlin, mas cheio de vontade de melhorar.
Por vezes perco a coragem, sinto que se me esgotam as forças, que quero desistir deste meu lado que não me deixa dormir descansada e que me leva as energias e o dinheiro, que me tira noites de sono e que me faz sofrer tanto, porque não os posso salvar a todos. Mas também sei que nasci para isto, faz parte de mim. E por cada um que se salva, vale tão a pena. O mini Malaquias não vai voltar à rua, não pode voltar à rua. Seguirá para uma família que o fará tão feliz quanto merece e que receberá muito amor em troca. Porque eles sabem, eles sentem e são do mais verdadeiro que há.




11 comentários:

  1. Ohh meu deus , que carinha triste ! Dá dó só olhar! Não te sintras mal,tb perco muito com eles fisicamente mas ganho o dobro em carinho recebido!!

    ResponderEliminar
  2. Ainda bem que há pessoas assim. Os meus sinceros parabéns!

    ResponderEliminar
  3. Tão pequeno :( ♥ eu também não consigo virar costas aos que se cruzam comigo. Vale sempre a pena Bê :) beijinho grande

    ResponderEliminar
  4. É verdade que sofremos, que passamos muitas horas a pensar em como estarão, muitos momentos a sofrer por ver um abandonado que não podemos salvar.. um atropelado que infelizmente já não podemos ajudar.. mas é também muito compensador. Não consigo explicar o porquê de ser assim, com certeza sentirá o mesmo, mas gosto de ser assim.. e mesmo não podendo salvar todos, posso ajudar alguns e isso é melhor que nada, para mim.
    Parabéns, desejo todos os dias que haja mais gente como você no mundo *

    ResponderEliminar
  5. Já tive sustos tão grandes com os meus gatinhos e outros que tivemos em FAT... espero que o pequenino fique bem.

    ResponderEliminar
  6. Admiro muito essas ações. Também adoro gatos (e outros animais, claro) e ajudo sempre. E sabe mesmo bem vê-los felizes e recuperados. Beijinhos

    ResponderEliminar
  7. É um bebé milagre. Está a recuperar. Agora é acreditar e arranjar-lhe uma família tão maravilhosa quanto ele merece.

    ResponderEliminar
  8. Coitadinho...o veterinário já disse porque ficou assim tão magrinho?

    ResponderEliminar
  9. Coloquei aqui uma questão à imensos dias e nunca me respondeu. É o amor pelos animais é!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Só hoje consegui um tempo para olhar para os comentários - se ler o meu post mais recente talvez compreenda porquê. O gatinho está a recuperar, já teve alta. Estava cheio de lombrigas, do tamanho dele e, ao ser desparasitado, entrou em choque. Estava desidratado. Mas vai ficar bem.

      Eliminar

Aceitam-se elogios, críticas, gargalhadas, lágrimas, sorrisos e afins