18 de junho de 2017

Por Pedrogão, por Portugal

Chego de mini férias, de uns dias maravilhosos e distantes de tudo, incluindo de televisões, jornais e com acesso à internet limitado. Fomos tão felizes, entre mergulhos numa piscina só para nós, noites de estrelas cadententes e jantaradas ao ar livre. Foram dias de sorrisos, de abraços, de passeios de mãos dadas. No regresso, um imenso murro no estomâgo, um despertar aterrador para a realidade do país. Sofremos sempre quando o calor chega, mas este ano é o pior de que há memória, com tantas vidas perdidas, tanta floresta perdida, tanto sofrimento e tantas lágrimas. 
Há já a informação de muitas formas de ajuda. Para quem está mais perto, mais direta,ou mesmo estando longe, fazendo chegar aos quartéis de bombeiros matimentos - barras energéticas, bananas e laranjas são alguns dos recomendados e água), Para quem está mais longe, uma contribuição financeira. A CGD disponibilizou já uma conta para onde podemos fazer donativos. Deixo-vos o IBAN da mesma (CONTA SOLIDÁRIA CAIXA IBAN: PT50 0035 0001 00100000 330 4), para onde fizemos já a nossa contribuição. Podem ver mais aqui. Que do pouco que possamos dar, façamos muito por quem precisa. 
Por Pedrogão, por Portugal. 
 

Sem comentários:

Enviar um comentário

Aceitam-se elogios, críticas, gargalhadas, lágrimas, sorrisos e afins